Ucrânia estima até 60 mortes em ataque desatento a escola usada uma vez que abrigo

Por redação

Uma domínio sítio estima que 60 pessoas morreram em seguida um ataque desatento no sábado (7) em uma escola na região de Luhansk, na Ucrânia, onde 90 pessoas estavam abrigadas.

Serhiy Hayday, superintendente da Gestão Militar Regional de Luhansk, disse que 27 pessoas abrigadas na escola foram resgatadas, das quais sete ficaram feridas.

Os corpos de duas pessoas foram encontrados nos escombros, disse Hayday em um post no Telegram neste domingo (8), acrescentando que é “provável que todas as 60 pessoas deixadas sob os destroços do prédio tenham morrido”.

Um avião russo lançou uma explosivo na escola na vila de Bilohorivka, que fica a respeito de 11 quilômetros da risca de frente do conflito, segundo Hayday. O ataque ocorreu por volta das 16h37 no horário sítio, causando incêndios que levaram quase quatro horas para serem extintos, disse ele.

Ainda neste domingo, militares russos e ucranianos reivindicaram sucessos em um aparente combate no Mar Preto, com destaque para a Ilhéu da Serpente, que está ocupada pelos russos.

Serhiy Bratchuk, porta-voz da governo militar da região de Odessa, disse que um helicóptero russo na ilhota foi atingido e destruído na noite de sábado (7). Os militares divulgaram um vídeo de drone supostamente mostrando o ataque.

Ele também disse que um pequeno paquete de desembarque com capacidade para tapume de 80 a 100 pessoas foi eliminado, muito uma vez que dois barcos de ronda da classe Raptor.

Já o Ministério da Resguardo da Rússia deu uma versão muito dissemelhante dos eventos. O major-general Igor Konashenkov disse que, durante a noite de sábado, mais dois bombardeiros Su-24 ucranianos e um helicóptero Mi-24 da Força Aérea Ucraniana foram destruídos por sistemas de resguardo aérea russos sobre a ilhota.

Ambos os lados também relataram ataques perto do porto de Odessa. Os russos disseram ter derrubado um drone de combate Bayraktar-TB2, enquanto os militares ucranianos disseram ter interceptado dois mísseis de cruzeiro lançados por aeronaves russas.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, participará de uma videoconferência neste domingo com os líderes do G7. “Ele falará de questões atuais, particularmente da situação na Ucrânia. O presidente ucraniano Zelensky participará e informará sobre a situação atual em seu país”, disse uma porta-voz do governo boche.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também