Ucrânia diz que russos explodiram pontes para evitar contra-ataques

Por redação

Pela primeira vez, os militares ucranianos disseram que as forças russas começaram a explodir pontes para retardar uma contra-ofensiva ucraniana no nordeste do país.

Em sua última atualização operacional, o Estado-Maior da Ucrânia informou neste sábado (7) que na superfície de Tsyrkuny e Rusky Tyshky, a leste de Kharkiv, “os ocupantes explodiram três pontes rodoviárias para retardar as ações contra-ofensivas das Forças de Resguardo”.

A CNN não pôde verificar a alegado de forma independente.

Nas últimas duas semanas, as tropas ucranianas retomaram várias aldeias ao setentrião e leste de Kharkiv, tornando mais difícil para os russos usarem artilharia contra a cidade, além de ameaçar proibir as linhas de suprimentos russas para as forças que lutam em Donetsk e Luhansk.

Kharkiv fica perto da fronteira russa e foi uma das primeiras cidades a ser atacada quando a Rússia iniciou a invasão.

O Estado-Maior disse pelo segundo dia seguido que houve poucas ações ofensivas terrestres das forças russas, mas que a ação de artilharia e o reconhecimento alheado continuaram.

Algumas autoridades ucranianas acreditam que as unidades russas estão fazendo uma pausa antes de lançar a próxima período destinada a proteger Donetsk e Luhansk, possivelmente em 9 de maio, feriado do “Dia da Vitória” na Rússia.

Além dessas duas regiões, diz o Estado-Maior, os russos continuaram a bombardear a cidade de Mykolaiv, no sul. Ao setentrião da cidade, os ucranianos alegaram ter destruído “um arrecadação com munição e até 20 unidades de equipamento militar inimigo”.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também