Torcedor do Cerro Porteño é flagrado fazendo gesto racista à torcida do Palmeiras

Por Brunialti Welinton

Um torcedor do Cerro Porteño, do Paraguai, foi flagrado, nesta quarta-feira (29), fazendo um gesto racista à torcida do Palmeiras, na primeira partida das oitavas de final da Despensa Libertadores da América. Os brasileiros venceram por 3 a 0.

O varão imitava um macaco e dizia palavras aos palmeirenses. A CNN entrou em contato com o clube paraguaio e a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e aguarda retorno.

O Palmeiras se manifestou pelas redes sociais e repudiou a cena. “Não podemos admitir que cenas porquê essas se tornem rotineiras durante a disputa do mais importante torneio de clubes da América do Sul. Esperamos que as autoridades tomem as providências necessárias para coibir esse violação. É hora de darmos um basta à discriminação!”

Em abril, durante a tempo de grupos do campeonato, os aficionados da equipe paulista também foram claro de atos racistas na partida contra o Emelec, no Equador. À estação, o time foi multado em US$ 30 milénio (R$ 155 milénio na atual cotação).

Na última terça-feira (28), três torcedores do Boca Juniors foram flagrados imitando macacos e fazendo um movimento que sugere uma saudação nazista à torcida do Corinthians, na Neo Química Estádio, em São Paulo.

Todos foram presos em flagrante. Entretanto, dois deles foram soltos depois pagarem fiança de R$ 20 milénio, cada.

Em maio, a Conmebol endureceu as sanções contra atos de discriminação em todas as competições da entidade “por motivação de cor de pele, raça, sexo ou orientação sexual, etnia, linguagem, credo ou origem”.

A multa mínima a ser aplicada a clubes ou associação em que o torcedor infringir a regra, passa a ser de US$ 100 milénio –  anteriormente era de US$ 30 milénio.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Veja também