Time CNN: Karla Chaves entrega seus restaurantes favoritos em São Paulo

Por redação

Oriundo do Amazonas, Karla Chaves tem uma trajetória de 13 anos no jornalismo, cinco deles passados no Rio de Janeiro. Mas foi em 2020 mesmo que a repórter e apresentadora assumiu um dos maiores desafios de sua curso: o de ajudar a colocar no ar a CNN Brasil, em março daquele ano.

A mudança para São Paulo trouxe para Karla, além de muito trabalho, uma vida gastronômica ativa e repleta de descobertas. Apaixonada confessa pela “terreno da garoa”, a jornalista brinca que sim, existe paixão em São Paulo, mas não só isso: “Muita comida boa também!”.

Casas premiadas, outras especializadas em carnes e brasa e também endereços que possuem uma culinária funcional estão entre os restaurantes que Karla mais gosta de frequentar na capital paulista.

A seguir, o melhor da gastronomia de São Paulo para a repórter e apresentadora da CNN, Karla Chaves:

A Lar do Porco

Torresmo de queijo + Goiabada d’A Lar do Porco / Mauro Holanda/Divulgação

O que vem à cabeça quando você pensa em receita com porco? Uma costelinha? Para o chef Jefferson Rueda as possibilidades são infinitas. Na minha opinião, o menu-degustação d’A Lar do Porco é imperdível para quem vem pela primeira vez a São Paulo – e também para quem vive cá.

Cada lanço é uma explosão de sabor. Meus destaques vão para o sushi de papada (R$ 38) e o clássico torresmo de pancetta com goiabada (R$ 45). São irresistíveis!

E o interessante é que, mesmo sendo um antro suíno, a lar também tem opção de menu vegetariano. Não à toa é o único brasílio na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo.

Rua Araújo, 124 – República, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3258-2578 / Horário de funcionamento: segunda à sábado das 12h às 23h; domingo das 12h às 17h. Reservas via site. Delivery via iFood.

Charco

Charco Restaurante
Embutidos do Charco são destaque na lar dos Jardins/ Nani Rodrigues/Divulgação

Outro restaurante que senhoril na cidade é o Charco. A lar é muito aconchegante e a comida fantástica. Os chefs Tuca Mezzomo e Pedro Ribeiro usam a brasa com sublimidade e conseguem extrair o melhor sabor dos víveres.

Para uma experiência completa, cá também recomendo o menu-degustação (R$ 250), que é servido em oito etapas – quatro entradas, duas principais, pré-sobremesa e sobremesa – e traz criações baseadas nas influências do sul do país com itens frescos.

Quem for à la carte não pode deixar de pedir os embutidos feitos na lar e os cogumelos tostados com jerimum defumada e parmesão. Digo que é felicidade garantida!

Rua Peixoto Gomide, 1492 – Jardins, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3063-0360 / Funcionamento: terça a sexta das 19h às 23h; sábado das 13h às 16h (almoço) e das 19h30 às 23h (jantar); domingo das 13h às 16h / Reservas via site. Delivery via iFood e WhatsApp: (11) 94631-4065.

Animus

Comandado pela jovem e supertalentosa chef Giovanna Grossi, o Animus é o lugar perfeito para um jantar relaxado. A proposta é pedir pequenos pratos para compartilhar ao meio da mesa.

Quem for à lar em Pinheiros não pode deixar de testar a vagem assada com coulis de oliva preta, castanha de caju caramelizada e queijo de ovelha (R$ 38), que também possui uma versão vegana. É a melhor que já comi na vida!

O clássico drinque bloody mary (R$ 36) também é próprio, já que, além da vodca, do suco de tomate e do limão taiti, leva ainda um tempero da lar – já tentei desvendar o que tem de dissemelhante, mas é um sigilo guardado a sete chaves. É delicioso e potente na medida certa.

Rua Vupabussu, 347 – Pinheiros, São Paulo – SP / Tel.: (11) 2371-7981 / Horário de funcionamento: almoço de terça a sexta das 12h às 15h e sábados e domingos das 12h às 16h30; jantar de terça a sábado das 19h às 23h / Reservas via site / Delivery via Goomer.

Akan Culinária Funcional

O Akan foi uma invenção recente e já virou um dos meus restaurantes prediletos em Pinheiros. A lar tem a premissa de uma culinária funcional, que prioriza produtos orgânicos de produtores locais com uma filosofia de ser uma comida ligada ao bem-estar e saúde.

Além de deliciosos, os pratos da chef Michelle Mística são obras de arte – finalmente, também comemos com os olhos. O cardápio tem várias opções sem glúten e sem lactose.

Para a ingressão não deixe de pedir o quarteto de brusquetas. Porquê prato principal, recomendo a moqueca de peixe branco com banana da terreno e arroz de coco (R$ 49), que é revigorante e leva um molho aveludado à base de tomate, pimentão, leite de coco e peixe branco. Caso queira, também é servida a versão vegetariana com pupunha no lugar do peixe.

Rua dos Pinheiros, 541 – Pinheiros, São Paulo – SP / Tel.: (11) 94390-0023 (WhatsApp) / Horário de funcionamento: almoço de terça a domingo das 12h às 17h e jantar 18h às 22h. / Reservas via site / Delivery via iFood e Goomer.

Petí Restaurante

O Petí fica dentro de uma loja de materiais para pintura artística e o chef Victor Dimitrow parece usar isso uma vez que inspiração para os pratos. O que vejo na lar é uma pintura em formato de comida.

Costumo ir bastante ao restaurante durante a semana, pois eles servem opções de executivo com couvert, ingressão, prato principal e sobremesa por valores, que vão de R$ 75 a R$ 85. O interessante é que a lar tem uma quintal orgânica e o cardápio é sazonal – muda em média a cada 20 dias e nos garante sempre uma novidade experiência.

Rua Cotoxó, 110 – Perdizes, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3873-0099 / Horário de funcionamento: terça à sexta das 12h às 15h e sábados, domingos e feriados das 12h às 16h; fechado todo último domingo do mês / Reservas via site / Delivery via iFood




Brasil61

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também