Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Sobras humanos encontrados há 50 anos são identificados por testes de DNA na Flórida

Por redação

O Gabinete do Xerife do Condado de Palm Beach, no estado americano da Flórida, identificou, com a ajuda de testes de genealogia, de quem são os sobras humanos que foram encontrados há quase 50 anos.

Durante uma entrevista coletiva na quinta-feira (2), o detetive Bill Springer anunciou que os sobras mortais encontrados em junho de 1974 pertencem a Susan Gale Poole, que tinha 15 anos quando desapareceu no condado de Broward pouco antes do Natal de 1972.

De negócio com Springer, os sobras mortais de Poole foram identificados posteriormente testes feitos pelo Othram Labs, um laboratório judicial privado que utiliza sequenciamento de genoma para edificar perfis de DNA.

No final do ano pretérito, o Othram Labs entrou em contato com o Gabinete do Xerife do Condado de Palm Beach sobre a possiblidade de realização de testes de genealogia em casos arquivados.

“Foi sentenciado pelo escritório do xerife e meus supervisores que enviaríamos os sobras desconhecidos da moçoila de 1974″, disse Springer. “Graças ao Othram, eles conseguiram identificá-la e gerar um perfil”.

Os cientistas usaram esse perfil de DNA para identificar a mãe e os irmãos de Poole. A mãe de Poole ainda está viva e está na vivenda dos 90 anos.

Poole nasceu em 12 de fevereiro de 1957. Na quadra de seu desaparecimento, Poole morava com sua família em um trailer em Fort Lauderdale, de negócio com os policiais. Na quadra, Poole também ficava hospedada no apartamento de um colega em Wilton Manors.

Springer diz que os sobras mortais de Poole foram encontrados amarrados nos manguezais de uma dimensão anteriormente conhecida porquê “Burnt Bridges”, ao longo da rodovia A1A, no condado de Palm Beach.

Os detetives acreditam que Poole pode ter sido vítima de Gerard Schaefer, que foi sentenciado em 1973 por duas acusações de assassínio em primeiro proporção posteriormente a morte de duas adolescentes da Flórida.

Na quadra do desaparecimento de Poole, Schaefer era um solene do Departamento de Polícia de Wilton Manors, diz Springer. Schaefer também foi empregado do Gabinete do Xerife do Condado de Martin por menos de um mês em 1972, de negócio com os registros do departamento.

“Em 1974, [a polícia] fez um mandado de procura em sua vivenda no condado de Broward”, disse Springer. “Eles obtiveram carteiras de motorista, joias e outros itens pertencentes a várias vítimas”.

Springer diz que agora está trabalhando com o Gabinete do Xerife do Condado de Broward na esperança de localizar quaisquer itens encontrados na vivenda de Schaefer que possam ter pertencido a Poole.

Schaefer morreu na prisão em 1995, diz Springer. De negócio com Springer, até o momento, não há evidências físicas, exclusivamente evidências circunstanciais, ligando Schaefer ao assassínio de Poole.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também