Serviços devem continuar subindo, mas em ritmo menos depressa, diz economista

Por redação

Em entrevista à CNN nesta quinta-feira (12), o economista-chefe do Voiter, Roberto Dumas, afirmou que o setor de serviços no Brasil deve continuar a registrar subida na pesquisa mensal do IBGE, mas em ritmo menos depressa.

“Vamos continuar subindo, mas uma vez que estávamos em uma base depreciada, talvez em um ritmo não tão depressa daqui para frente. Estamos voltando à atividade normal”, destacou o economista.

Segundo Dumas, a subida de 1,7% em março deste ano em verificação com o mês anterior do setor de serviços foi um pouco que superou as expectativas.

“Nós partimos de uma base um pouco depreciada, mas de indumento é uma notícia muito boa. As projeções eram que o serviço cresceria mês a mês 0,7%, mas crescemos 1,7%. E a projeção de março do ano pretérito até esse ano era de subida de 8,5%, mas crescemos 11,4%, o que é muito bom”, afirmou.

O economista pontuou que a retomada econômica ocasionada com o termo de algumas restrições por conta da Covid-19 foram fundamentais para a volta da atividade econômica do país.

“O Brasil, em termos de serviço, com a vacinação em dia e a pandemia arrefecendo, está melhorando. O transporte alheado, por exemplo, é um pouco para levarmos em conta, pois ninguém viajava, pegava táxis ou transporte de aplicativos, e isso está aumentando agora”, concluiu.

 

*sob supervisão de Vinícius Tadeu

Texto publicado por Fabricio Julião Rebento

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também