Sanções da UE contra a Rússia ainda estão em discussão devido à oposição húngara

Por redação

As discussões sobre a proposta do sexto pacote de sanções da União Europeia ainda estão em curso, já que a Hungria ameaço não votar o pacote “até que haja uma solução para a segurança energética da Hungria”, disse o porta-voz da UE, Daniel Ferrie, nesta segunda-feira (9).

A Hungria “não votará outro pacote de sanções de Bruxelas até que haja uma solução para a segurança energética da Hungria”, disse o porta-voz do governo húngaro Zoltan Kovacs no domingo (8), citando o primeiro-ministro Péter Szijjártó, e acrescentando: “nós húngaros estamos interessados ​​na sossego o mais rápido verosímil.”

Também no domingo, o vice-primeiro-ministro da Bulgária, Assen Vassilev, disse em entrevista à Televisão Pátrio da Bulgária que o país não apoiará o novo conjunto de sanções da União Europeia contra a Rússia se não obtiver uma supressão da proibição proposta de compra de petróleo russo, porquê outros países solicitaram.

Vassilev disse que há um entendimento na maioria dos pontos do rascunho das sanções, exceto quando se trata de sanções ao petróleo russo. Ele disse que vários países, incluindo Hungria, Eslováquia e República Tcheca, ainda têm problemas com as últimas sanções propostas ao petróleo russo.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também