Rússia usa novidade geração de arma a laser para queimar drones na Ucrânia

Por Brunialti Welinton

A Rússia disse nesta quarta-feira (18) que está usando uma novidade geração de poderosas armas a laser na Ucrânia para queimar drones, na tentativa de Moscou de sofrear o armamento fornecido pelo Oeste ao país vizinho.

O presidente Vladimir Putin revelou em 2018 uma série de novas armas, incluindo um novo míssil balístico intercontinental, drones nucleares submarinos, uma arma supersônica e uma novidade arma a laser.

Pouco se sabe sobre as especificidades das novas armas a laser. Putin mencionou uma chamada Peresvet, em homenagem ao monge ortodoxo medieval Alexander Peresvet, que morreu em combate.

Yury Borisov, vice-primeiro-ministro encarregado do desenvolvimento militar, disse em uma conferência em Moscou que a Peresvet já estava sendo amplamente implantada e poderia cegar satélites até 1.500 km supra da Terreno.

Ele afirmou, no entanto, que já existem sistemas russos mais poderosos do que o Peresvet que podem queimar drones e outros equipamentos. Borisov citou um teste na terça-feira (17) que ele disse ter queimado um drone a cinco quilômetros de intervalo em cinco segundos.

“Se Peresvet cega, logo a novidade geração de armas a laser leva à devastação física do cândido — devastação térmica, eles queimam”, disse Borisov à televisão estatal russa.

Questionado se essas armas estavam sendo usadas na Ucrânia, Borisov declarou: “Sim. Os primeiros protótipos já estão sendo usados ​​lá”. Ele disse que a arma se labareda “Zadira”.

 

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Veja também