Roteiro 48 horas: gastronomia e passeios em Natal, no Rio Grande do Setentrião

Por redação

Uma das sedes da Despensa do Mundo de 2014, Natal, no Rio Grande do Setentrião, ganhou, além da Redondel das Dunas, estádio que recebeu jogos da competição, e reforma e tanto em seu aeroporto, dando boas-vindas com classe para quem chega.

O aeroporto, aliás, localizado sobre 40 minutos da praia de Ponta Negra, que fica dentro da cidade, tem um serviço por aplicativo que funciona perfeitamente muito – além de muitos táxis à disposição.

Os programas culturais, porquê em todas as grandes cidades, são diversos e uma visitante ao núcleo histórico é um passeio incrível. Mas, se vai a Natal e tem pouco tempo, usufruto dos passeios que aproveitem a venustidade do lugar, porquê as famosas dunas e piscinas naturais.

Há diversas empresas de turismo que oferecem esses serviços, desde city tour até um dia no buggy. Com ou sem emoção? Isso é você quem escolhe!

Leia Mais:

Dia 1

A Praia de Ponta Negra ou a Via Costeira são as duas regiões onde os turistas mais se hospedam em Natal. Alguns hotéis porquê Manary Praia Hotel, Vogal e Ocean Palace são reconhecidos por suas boas localizações e qualidade no serviço.

A dica neste primeiro dia de viagem é aproveitar o moca da manhã dos hotéis. Além de estarem recheados de delícias típicas, porquê tapioca e diferentes tipos de pães e bolos, a sugestão é para não perder tempo e se preparar o imperdível passeio de Buggy, que geralmente tem partida pela manhã e retorno ao término da tarde.

Há roteiros fixos e também exclusivos, que são personalizados para cada viajante – a dica é optar pelo segundo. Apesar do valor mais sobranceiro, vale a pena gozar do melhor da região e otimizar o seu tempo da melhor maneira provável. São diversas empresas que oferecem o serviço. Uma delas é a Mar Azul Receptivos, com trajetória de anos de experiência na região.

As duas principais regiões onde os passeios de buggy acontecem são o litoral sul e setentrião. No sul, estão localizados pontos porquê o maior cajueiro do mundo, o mirone de golfinhos, a Lagoa do Carcará e aspiscinas naturais de Camurupim – onde os fãs de stand up paddle se divertem.

Entretanto, se você nunca foi a Natal, a sugestão é que o passeio pelo litoral setentrião seja o escolhido. É o mais famoso e contempla nove praias, quatro dunas e três lagoas.

Kamicase é um dos esportes radicais encontrados na Lagoa de Jacumã / Wallace – Beach fotos

A famosa praia e lagoa de Genipabu estão localizadas deste lado – brincam que ir a Natal e não conhecê-las é porquê se não tivesse ido.

Na Lagoa de Jacumã, outra famosa desta região, tem muitos esportes radicais, porquê “esquibunda”; “tirolesa” e até uma espécie de escorregador disposto na duna, chamado “Kamikaze”. Neste último, o turista, em uma prancha, desliza por uma lona até a lagoa em subida velocidade.

Entre um ponto e outro, o trajeto é feito com “muita emoção” e com indiferente na ventre em cima do buggy, que passa pelas famosas dunas e praias da região.

Com ou sem emoção? Você escolhe a forma do passeio nas dunas do litoral setentrião / Wallace – Beach fotos

Pausa para o almoço. Se tiver ânimo, a sugestão é o restaurante O Pajé, em Maracajaú – uma região mais distante, mas que vale a pena visitar. Especializado em frutos do mar, tudo é lugar e fresquinho: do mar para a mesa.

É necessário confirmar com o motorista do buggy ou com a empresa responsável se eles podem estender o passeio até oriente lugar. Caso contrário, há outras opções próximas para um almoço mais simples.

Considerado o “caribe brasiliano”, Maracajaú é o lugar ideal para praticar mergulho. Os Parrachos de Maracajaú, situados dentro da Dimensão de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais (APARC), com suas águas mornas e cristalinas, proporcionam aos visitantes uma experiência única de interação porquê o ecossistema oceânico, um verdadeiro aquário procedente.

A empresa Maracajaú Diver oferece a experiência completa. É necessário consultar a tábua da maré para programar oriente passeio – e dependendo, até reprogramar a ordem de tudo o que é feito. Pelo orientação ser mais distante, talvez fique um pouco corrido para fazer tudo no mesmo dia. Vai muito da disposição do grupo e alinhamento com o motorista do buggy – e simples, convencionar cedo!

Maracajaú Diver oferece estrutura completa para mergulhos em Maracajaú / Divulgação Maracajaú Diver

É importante ressaltar que os buggies acomodam até quatro passageiros e grande secção deles procura os turistas em seus hotéis. A cobrança é feita por veículo e os preços variam muito de entendimento com o roteiro escolhido – por isso, certifique-se muito de que quais pontos deseja visitar. Os hotéis fornecem contato de diferentes empresas, consulte na recepção mal chegar.

No término do dia, retorno à porta do hotel. Para o jantar, o restaurante Nau, especializado em frutos do mar, é uma boa pedida.

Dia 2

A Praia de Ponta Negra é a praia mais urbana de Natal e ponto imperdível para uma manhã de sol. Em qualquer secção dela, o turista consegue enxergar o Morro do Careca, uma duna de 100 metros de profundidade e emblemático cartão postal da cidade. Uma das melhores estruturas de praia de lá é o Old Five, com serviço de cadeiras, sombra, bebidas, petiscos e pratos à la carte.

Depois de curtir a manhã, a recomendação é almoçar em um lugar com o melhor da comida regional. O Tábua de Músculos, da Via Costeira, além de ter uma linda vista, com recta ao Farol de Mãe Luiza, traz um cardápio recheado de delícias típicas, porquê músculos de sol, macaxeira, feijoeiro verdejante, pirão de queijo, entre outras opções. Outra sugestão é o Mangai, tradicional da cidade, que também oferece culinária do estado.

Depois do almoço, vale visitar o núcleo de turismo de Natal. O prédio foi construído por volta do século 19 e funcionava porquê uma masmorra pública. Hoje são encontradas mais de 30 lojas de artesanato e trabalhos manuais. Cada lojinha ocupa uma das antigas celas da prisão.

Passeio de Catamarã pelo Rio Potengi é operado pela Marina Badauê e passa por pontos turísticos de Natal / Reprodução/Instagram

Para finalizar o dia, o passeio de catamarã pelo rio Potengi, saindo do Iate clube de Natal, é uma boa pedida. Quem opera a embarcação é a Marina Badauê. Além de ver a um pôr do sol lindíssimo, o turista que tiver sorte poderá enxergar golfinhos.

O passeio também oferece vista a pontos turísticos da cidade, porquê o Possante dos Reis Magos e a Ponte Newron Navarro. É necessário consultar os dias em que oriente passeio está disponível – ele tem duração de 1h30 aproximadamente. 

A despedida em grande estilo de Natal pode ser feita no restaurante La Brasserie de La Mer, que tem menu assinado pelo chef Erick Jacquin. Com envolvente intimista e uma boa epístola de vinhos, entre as opções do cardápio estão desde risoto com viera até steak tartare.

La Brasserie de La Mer tem menu assinado pelo famoso chef Erick Jacquin / Aurino Neto

Outra opção para finalizar a estadia na cidade é o recém-aberto “La Praia Rooftop“, que conta com uma belíssima vista e ótimos drinques. É necessário fazer suplente para o espaço.




Brasil61

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também