Roteiro 48 horas: diversão e passeios em Balneário Camboriú

Por Brunialti Welinton

Conhecida por seus arranha-céus, a cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, ganhou nomeada por possuir 7 dos 10 maiores prédios do Brasil. Recentemente, aliás, uma construtora sítio anunciou o lançamento do maior prédio residencial do mundo: um “espigão” de 509 metros de fundura e previsão de 154 andares.

Balneário completa 58 anos em julho e tem pouco mais de 149 milénio habitantes – número que pode chegar a 1 milhão de pessoas nos principais feriados do ano, porquê Natal e Réveillon. Possui um dos melhores Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, ficando em 4º lugar em qualidade de vida no país – e em 1º lugar no estado catarinense.

Ou por outra, Balneário figurou entre as cidades com o metro quadro mais custoso do país, deixando para trás São Paulo e Rio de Janeiro.

Não é à toa que famosos adoram ser vistos lá. Neymar quando pode passa férias na cidade – e até comprou um apartamento no prédio mais elevado -, assim porquê Luan Santana e o jogador português Cristiano Ronaldo, que está adquirindo uma cobertura avaliada em R$ 50 milhões. Já a protótipo Caroline Trentini mudou de mala e cuia, com a família toda.

Mas a nomeada entre celebridades vem de longe. Ainda na dez de 1960, a cidade era frequentada pelo ex-presidente João Goulart, que mantinha sua vivenda de praia, onde hoje funciona um restaurante com vista para a Praia Médio –  e que ganhou uma estátua de bronze em tamanho real retratando o ex-presidente e seus netos.

Repleta de restaurantes à praia, praias tranquilas e outras perfeitas para quem procura agito, além de atrações perfeitas para ir com a família, a cidade foi feita para todas as faixas etárias, de crianças a adultos, de casais à solteiros.

O bom é que dá para saber um pouquinho de tudo em um roteiro de dois dias por lá. Quer ver?

Dia 1

Para principiar, inicie a visitante com um moca da manhã reforçado. Uma boa pedida é se deliciar com o breakfast do Felissimo Exclusive Hotel, um hotel butique com exclusivamente 11 suítes. No sítio, há uma pequena vila rodeada pelo superabundante jardim do hotel em um oásis de cinco milénio metros quadrados, localizado estrategicamente numa colina entre Balneário Camboriú e a cidade vizinha, Itajaí.

Não é preciso se hospedar por ali para usufruir também do almoço no bistrô, que leva o mesmo nome do hotel. Uma boa pedida é a sugestão do chef Davi Bianchini, o clássico bacalhau lagareiro – vai gente de todos os estados brasileiros para provar o prato.

A roda gigante FG Big Wheel proporciona uma vista incrível para a cidade/Divulgação

Posteriormente o moca reforçado, o primeiro passeio pode ser a FG Big Wheel. A 82 metros supra do nível do mar, o atrativo é considerado a maior roda gigante estaiada da América Latina e se transformou no sítio mais fotografado de Balneário. Lá de cima, dá para ter uma visão panorâmica da cidade.

Depois de ver a cidade de cima, um passeio obrigatório é andejar pela orla da Praia Médio, onde recentemente houve o dilatação, que levou a filete de areia de 25 para 70 metros. Durante o passeio, a dica é parar nos quiosques espalhados pela orla, que ao todo tem 5,8 Km.

Posteriormente esse passeio entre o mar e o concreto, a dica é percutir perna até a Rua 916 e saber a badalada Boutique do Pão de Ló, um moca com cenografia lúdica, cenário assinado pela arquiteta catarinense Vanessa Larre, que criou um sítio aconchegante e concorrido.

Em horários de pico, o sítio tem fileira de espera, mas vale a pena, por fim de contas o lugar possui a melhor coxinha da cidade e o red velvet, que é o carro-chefe – uma receita guardada a sete chaves pelos chefs Tomas Santos e Vanessa Dai Pra.

Na chegada, ou na saída do sítio, não esqueça de jogar uma moedinha e fazer pedido na natividade dos desejos, um chafariz que fica muito na ingresso. Dizem que a natividade é milagrosa e anda realizando os desejos dos frequentadores.

A Boutique do Pão de Ló e sua natividade que dizem ser milagrosa / Divulgação

Durante a tarde que tal um programa em família? Uma atração recreativo é o Oceanic Aquarium. Com 2.500 metros quadrados de superfície construída e tapume de um milhão de litros de chuva, o aquário abriga animais que também foram resgatados de situações adversas (porquê

as lontras), ou nascidos sob cuidados humanos (os pinguins) e não têm mais condições de retornar ao habitat originário.

Hoje, são tapume de 140 espécies e mais de 1.500 animais. Destaque para os assustadores tubarões e as fofinhas lontras.

Para o jantar a pedida é decorrer para o Passeio San Miguel, na agitada Avenida Brasil. O boulevard é palco de eventos temáticos, festivais de música, tendência, cultura e gastronomia e tem restaurantes para todos os paladares.

Destaque para o novíssimo gastrobar MaKa, empreendimento do parelha Bojan e Venise Petrovic: ele um chef sérvio, ela, executiva curitibana formada e com atuação em turismo e hotelaria, ambos com passagens por importantes restaurantes em vários países, e nos últimos sete anos no Qatar.

O nome MaKa é uma referência à maca peruana, uma raiz considerada um superalimento devido às suas inúmeras propriedades benéficas à saúde. “Escrevemos com K que é porquê se escreve na Sérvia, é nosso toque sérvio na gastronomia latina”, conta Venise.

No cardápio, entre as criações do chef Bojan Petrovic, ela destaca as cachapas venezuelanas: panqueca de milho com queijo fresco venezuelano, crema fresca e pico de gallo.

Posteriormente o jantar, que tal aquele último passeio à noite, andando pela animada Avenida Atlântica e conferindo a praia, sempre agitada com seus bares que funcionam madrugada adentro? A orla é toda monitorada pela polícia, portanto um passeio seguro, coisa rara nos dias de hoje.

Dia 2

Pão Rústico: várias opções de bolos, tortas e doces / Divulgação

Você pode principiar o segundo dia se deliciando com o moca da manhã do Pão Rústico, hotspot ingénuo há 6 anos com a proposta de ser uma panificação mais artesanal.

A chef Karina Gustmann Hradec prefere ser chamada de padeira e diz que suas inspirações vêm das lembranças de puerícia na pequena cidade catarinense de Pomerode. “Lembro da minha Oma [avó em alemão] trazendo a afetividade tanto falada para o paladar”, diz a chef, que só trabalha com farinha e manteiga francesas.

Depois do moca reforçado a próxima atração é o Parque Unipraias. O passeio começa pelo embarque em um dos 47 modernos bondinhos aéreos interligando três estações entre o lado sul da orla de Balneário Camboriú, subindo até o Morro da Aguada e descendo até a praia de Laranjeiras, sendo o único do mundo a vincular duas praias.

Bondinho do Parque Unipraias, em Balneário Camboriú / Divulgação

Nos 202 milénio m² de superfície totalidade, com superfície de preservação de 132 milénio m², estão reunidos atrativos para todos os gostos e idades, atendendo tanto ao visitante que procura os cartões-postais para apreciar, quanto aos ávidos por proeza e adrenalina.

Na hora do almoço, a dica é o Restaurante Dudu, que leva para a cidade o concepção farm-to-table, o sítio privilegia insumos frescos de produtores regionais.

O espaço é comandado pelo chef Dudu Poerner, que vem se destacando com suas criações de subida gastronomia de Santa Catarina. Dudu foi o vice-campeão do reality “Rabi do Sabor”, em 2019. Uma dica do chef é provar o Polvo na Brasa, que chega escoltado de vinagrete de feijoeiro manteiguinha, romesco, kefir e milénio folhas de mandioca.

A vista do Restaurante Dudu, comandado pelo chef Dudu Poerner/ Divulgação

Posteriormente essa experiência gastronômica, um passeio de sege pela Rodovia Interpraias pode ser uma boa. A estrada de 13,5 km revela belas paisagens entre enseadas e morros. Sinuoso, mas referto de encantos o caminho passa por 6 praias.

A mais conhecida delas é a Praia do Pinho, considerada a primeira praia de nudismo do Brasil e que faz segmento do roteiro internacional de praias de nudismo, atraindo naturalistas no mundo inteiro.

O passeio pela Interpraias, passa pelo Bairro da Barra, região que deu origem ao município. Ali no elevado de um morro, está a pequena e charmosa Capela de Santo Amaro, uma das mais antigas de Santa Catarina, construída entre 1849 e 1863.

A Rodovia Interpraias passa por 6 praias, entre elas a primeira praia de nudismo do Brasil, Praia do Pinho/ Divulgação

A construção foi erguida em pedra bruta e argamassa à base de óleo de baleia. Suas telhas têm formato artesanal, com características de arquitetura portuguesa. Em seu interno possui imagens de santos padroeiros doados pela Família Real Portuguesa. Em 1998, virou Patrimônio Histórico do Estado e do Município.

Se o libido é permanecer na cidade, por que não saber a cena cultural por meio das galerias de arte? Destaque para duas, que além de nomes nacionais e internacionais, representam também os artistas da terreno: a Galeria Cosmos, que reúne um extenso e diversificado montão de arte contemporânea, promovendo exposições periódicas de talentosos artistas. E a M.I.U, que atualmente possui o maior montão de street art do sul do país.

Galeria Cosmos, em Balneário Camboriú/ Divulgação

Para a turma ligada no design, outra sugestão é visitar o Casahall Design District, paragem obrigatória para quem curte arte, decoração, design e produtos de luxo do segmento decor. Ali você pode usufruir também de um elegante passeio ao ar livre.

Último dia na cidade, o jantar tem que ser coroado com a experiência de sabores do Restaurante 18 mediterrâneo, lugar despojado e muito frequentado por quem procura bons drinques – o bartender Jorge Barros comanda a missiva. Prove o My Way, uma combinação de rum, melão e um delicioso crispy de presunto de Parma.

Se preferir, dá para se despedir de Balneário na Praia dos Amores, aproveitando um sunset com pé na areia no Amaité, incluso ao hotel Infinity Blue. O jantar é megaconcorrido: importante fazer suplente com antecedência. No final da noite, o sítio vira uma baladinha repleta de gente animada.

Amaité, na Praia dos Amores: não poderia faltar um agito em Balneário Camboriú / Divulgação



Brasil61

Compartilhe este conteúdo

Veja também