Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Resguardo de Bolsonaro diz que vai processar Lula por declarações sobre Marielle

Por redação

A resguardo do presidente Jair Bolsonaro disse que deverá processar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por suas declarações em que o relaciona ao assassínio da vereadora Marielle Franco. Na última semana, Lula disse em um evento em Porto Feliz que “gente dele” não tem pudor de “ter matado a Marielle”. O petista não citou o nome de Jair Bolsonaro, mas fez referências a um governante.

A informação da representação foi confirmada à CNN pela advogada Caroline Freitas, que atua na campanha de Bolsonaro junto com Tarcisio Vieira.

Ela disse, porém, que o jurídico da campanha avalia qual ação específica será tomada e se será unicamente no contextura da justiça eleitoral.

No mês pretérito, os ministros da sexta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negaram recurso apresentado pelo policial militar reformado Ronnie Lessa, e mantiveram julgamento no tribunal do júri pelo assassínio de Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes.

O delito foi cometido há quatro anos, em 14 de março de 2018. O Ministério Público ainda apura o mandante do delito e, segundo o promotor Diogo Erthal, uma das hipóteses é de que seja o violador Rogério de Andrade.

À CNN Brasil, Erthal chamou o varão, que está fugido, de “suspeito óbvio” do delito, pela relação que ele já tinha com Ronnie Lessa.

Para o Ministério Publico, Lessa atuava uma vez que uma espécie de segurança de Andrade e foi chamado por ele a comandar a expansão dos negócios da organização criminosa na zona oeste do Rio de Janeiro um mês depois do homicídio da vereadora, em abril de 2018.

Procurada pela CNN Brasil, a assessoria de prensa de Lula informou que não irá comentar.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também