Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Primeiro-ministro Boris Johnson enfrentará voto de suspicácia no Parlamento

Por redação

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson enfrentará um voto de suspicácia nesta segunda-feira (6), desencadeado por legisladores descontentes em seu próprio partido.

Sir Graham Brady, presidente do Comitê de 1922, disse em transmitido que o número de parlamentares do Partido Conservador pedindo a votação atingiu o limite necessário, de 54 legisladores. A votação está prevista para suceder entre às 18h e 20h do horário sítio (entre 14h e 16h no horário de Brasília).

A liderança de Johnson foi saída pelo chamado escândalo “Partygate”, com meses de alegações de festas e reuniões na sede de seu governo durante vários estágios de lockdown durante a pandemia, corroendo a crédito da população. O premiê também foi criticado por sua resposta à subida inflação.

Os índices de aprovação do primeiro-ministro têm derrubado, com sentimento crescente entre algumas partes de seu Partido Conservador de que Johnson está se tornando passivo aos problemas. O partido enfrenta duas difíceis eleições parlamentares no término deste mês.

A filial de notícias PA citou um porta-voz de Downing Street dizendo que Johnson “saúda a oportunidade de apresentar seu caso aos parlamentares”.

Em sinal de desagrado público, o primeiro-ministro foi vaiado na última sexta-feira (3) por secção do público ao chegar à Catedral de Saint Paul, em Londres, para o Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth II.

Sob as regras do Partido Conservador, se os parlamentares querem se livrar de seu líder, enviam uma missiva secreto de suspicácia ao presidente do Comitê de 1922, um grupo de legisladores de bancada que não ocupam cargos no governo.

O processo é secreto– as cartas são mantidas sob sigilo e o presidente, Graham Brady, não revela o número exato de quantas foram entregues.

Quando 15% dos legisladores conservadores enviaram cartas, um voto de suspicácia é desencadeado entre todos os legisladores conservadores.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também