Presidente dos Emirados Árabes Unidos morre aos 73 anos

Por redação

O xeque Khalifa bin Zayed Al Nahyan, presidente dos Emirados Árabes Unidos , morreu nesta sexta-feira (13), aos 73 anos. Suas políticas de modernização ajudaram a transformar seu país em uma potência regional.

“O Ministério de Assuntos Presidenciais lamenta o povo dos Emirados Árabes Unidos, as nações árabes e islâmicas e o mundo inteiro. O líder da país e o patrono de sua marcha, Sua Princesa Sheikh Khalifa bin Zayed Al Nahyan, Presidente do Estado, faleceu ao lado do Senhor hoje, sexta-feira, 13 de maio”, disse a WAM.

“O Ministério de Assuntos Presidenciais anuncia um luto solene e bandeiras a meio mastro para o falecido Sua Princesa Sheikh Khalifa bin Zayed Al Nahyan, que Deus tenha misericórdia dele, por um período de 40 dias, a partir de hoje, e suspendendo trabalhar em ministérios, departamentos, instituições federais e locais e no setor privado por 3 dias, a partir de hoje (sexta-feira)”, disse WAM em um tweet.

O papel de Sheikh Khalifa era em grande segmento cerimonial desde que ele sofreu um derrame e passou por uma cirurgia em 2014. Seu irmão e príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Sheikh Mohammed bin Zayed, tem sido amplamente visto porquê o líder de indumentária dos Emirados Árabes Unidos, lidando com o dia-a-dia. assuntos do dia para o estado do Golfo.

Sheikh Khalifa foi nomeado segundo presidente dos Emirados Árabes Unidos em 2004, sucedendo seu pai e fundador da país, Sheikh Zayed al Nahyan.

Nascido em 1948 na região leste de Abu Dhabi, Sheikh Khalifa era o fruto mais velho do Sheikh Zayed. Antes de seu papel porquê presidente, ele foi príncipe herdeiro de Abu Dhabi e chefiou o Juízo Supremo de Petróleo de Abu Dhabi, que elabora a política de petróleo.

Uma vez que presidente, chefiou um dos maiores fundos de investimento do mundo, o Abu Dhabi Investment Authority, administrando centenas de bilhões de dólares em ativos.

Um dos prédios mais altos do mundo, o Burj Khalifa, assumiu seu nome depois que o governo dos Emirados Árabes Unidos resgatou Dubai de sua dívida e, porquê fã de esportes, apoiou a obtenção do Manchester City, clube de futebol da Premier League inglesa.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também