Presidente do BC do Japão descarta chance de ajuste da orientação no pequeno prazo

Por redação

O presidente do banco médio do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta sexta-feira (13) que o Banco do Japão vai manter sua orientação sobre a trajetória futura dos juros por enquanto, já que a pandemia do coronavírus continua a tarar sobre a economia.

Sob a atual orientação futura, o banco diz que “não hesitará em tomar medidas adicionais de flexibilização” e espera que as taxas de juros de pequeno e longo prazos “permaneçam em seus níveis atuais ou inferiores”.

Conforme os bancos centrais em todo o mundo elevam os juros, os mercados vêm especulando que o banco médio nipónico também pode mudar sua orientação para uma mais inclinada a aperto monetário, porquê por exemplo removendo a referência sobre sua prontidão para alargar ainda mais.

“A pandemia do coronavírus é um grande risco que pode prejudicar ainda mais a economia do Japão”, disse Kuroda em um seminário.

“Assim, é favorável manter … o viés ‘dovish’ de nossa orientação por enquanto”, disse ele.

Kuroda também disse que um aumento da inflação no pequeno prazo não terá sustentabilidade, uma vez que será impulsionado principalmente pelos custos de vigor, enfatizando a urgência de manter a política monetária ultrafrouxa.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também