Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

PF faz operação para investigar desvios de produtos químicos para narcotráfico

Por redação

A Polícia Federalista deflagrou nesta quinta-feira (9) a Operação Controle Químico, visando desmontar uma organização supostamente envolvida com tráfico de drogas e lavagem de quantia nos estados de Goiás e Pará.

Estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão temporária e 17 de procura e inquietação, nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiás, Bela Vista, Acreúna, Rio Maria e São Félix do Xingu, expedidos pela Justiça Estadual de Goiás. Somente na vivenda de um dos investigados a PF, encontrou em uma mala aproximadamente R$ 1 milhão.

A PF descobriu durante as investigações que uma empresa falsa obtinha produtos químicos controlados e repassava para organização especializada no narcotráfico. Os produtos uma vez que lidocaína, cafeína, ácido bórico e fenacetina, cuja comercialização é fiscalizada pela PF no Brasil, eram vendidos para narcotraficantes que os utilizam no batismo da cocaína — ou seja, são adicionados à cocaína pura para aumentar a quantidade, e com isso maximizar lucro dos vendedores.

Esses produtos químicos podem ser encontrados uma vez que pó branco, e ficam disfarçados ao serem misturados à cocaína. Alguns possuem efeito anestésico.

A empresa clandestina, em exclusivamente um ano, segundo a PF, obteve 17 toneladas de produtos químicos, supostamente destinados ao tráfico de drogas, quantidade maior do que os cinco maiores laboratórios farmacêuticos do Brasil conseguem comprar em pouco tempo.

Foram identificados os responsáveis pelo meandro dos produtos químicos, os compradores, assim uma vez que os envolvidos que realizavam a lavagem de quantia da organização. Ao todo foram indiciadas 14 pessoas pelos crimes de tráfico de drogas, associação com o tráfico, organização criminosa e lavagem de quantia.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também