Petrobras conclui venda de campos terrestres do Polo Recôncavo, na Bahia

Por redação

Menos de uma semana em seguida o novo presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, ter reforçado, na divulgação de seu resultado do primeiro trimestre, o compromisso de concentrar esforços na exploração de petróleo offshore no polígono do pré-sal, a empresa anunciou na noite de terça-feira (10) a peroração da venda de campos terrestres na Bahia.

Em enviado divulgado pela empresa, foram integralmente vendidas as participações da empresa em 14 campos de exploração e produção, conhecidos porquê Polo Recôncavo, todos no estado, para a 3R Candeias S/A, subsidiária da 3R Petroleum, especializada na operação de campos maduros.

A transação foi de US$ 256 milhões, com US$ 10 milhões pagos na assinatura do contrato, em 17 de dezembro de 2020, e os US$ 246 milhões restantes pagos na terça-feira.

Em um trecho do enviado, a empresa explica a natureza do movimento.

“A Petrobras segue concentrando os seus recursos em ativos em águas profundas e ultraprofundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos, com menores emissões de gases de efeito estufa”, explica.

Dos 14 campos negociados, a Petrobras era dona de 100% da participação nas concessões de 12 deles, e era operadora majoritária de outros dois, com 75% e 80% de morada um.

Segundo a empresa, a produção média do Polo Recôncavo foi de 1.321 barris de óleo por dia, de janeiro a abril deste ano.

No mesmo período, a extensão foi responsável também pela produção de 444,15 milénio metros cúbicos diários de gás oriundo.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também