Parecer de Segurança da ONU deve se reunir para tratar sobre Coreia do Setentrião, dizem diplomatas

Por redação

O Parecer de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) deve se reunir nesta quarta-feira (11), a pedido dos Estados Unidos, para discutir os últimos lançamentos de mísseis da Coreia do Setentrião, disseram diplomatas, enquanto Washington pressiona o órgão de 15 membros a fortalecer as sanções contra Pyongyang.

A Coreia do Setentrião disparou um míssil balístico de um submarino no sábado, disse a Coreia do Sul, o mais recente de uma série de lançamentos de mísseis balísticos, que são proibidos pelo Parecer de Segurança da ONU.

Os Estados Unidos também avaliaram que a Coreia do Setentrião pode estar pronta para realizar um teste nuclear já neste mês.

A embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Linda Thomas-Greenfield, disse que os Estados Unidos gostariam que o Parecer de Segurança votasse em maio para sancionar ainda mais a Coreia do Setentrião. No entanto, os poderes de veto da China e da Rússia sinalizaram que eles se opõem a novas ações.

A Coreia do Setentrião está sujeita a sanções da ONU desde 2006, que o Parecer de Segurança da ONU intensificou ao longo dos anos em uma tentativa de trinchar o financiamento dos programas de armas nucleares e mísseis balísticos de Pyongyang.

Mas o estado asiático tem trabalhado com sucesso para evitar algumas sanções da ONU, de convénio com monitores independentes de sanções da ONU, e o líder norte-coreano Kim Jong Un prometeu no mês pretérito correr o desenvolvimento do arsenal nuclear de seu país.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também