Para diretora do FMI, 2022 será mais difícil que 2 últimos anos para a UE

Por redação

Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva disse nesta sexta-feira (6) crer que 2020 será um ano difícil para a União Europeia. “Provavelmente mais difícil que 2021 e até 2020”, afirmou em participação durante o Global Europe Seminnar.

Kristalina Georgieva reforçou crer que não se deve “gastar a oportunidade que esta crise traz”.

Em relação à transição climática pelo conjunto, a diretora defendeu que a “crise fortalece a lei europeia” em temas ligados à sustentabilidade.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também