Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

OMS: mundo tem 700 casos prováveis e 10 mortes por hepatite de culpa desconhecida em crianças

Por redação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um alerta sobre casos de hepatite aguda grave de origem desconhecida em crianças no Reino Unificado em abril. As informações epidemiológicas, laboratoriais e clínicas sobre os casos disponíveis atualmente para a OMS permanecem limitadas. Até o momento, nenhum agente originador da doença foi determinado.

Até o momento, mais de 700 casos prováveis foram relatados à OMS, de 34 países. Outros 112 casos estão sob investigação. Pelo menos 38 dessas crianças precisaram de transplantes de fígado, sendo que 10 morreram.

As informações foram atualizadas pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em proclamação à prelo nesta quarta-feira (8).

“A OMS continua trabalhando com os países para investigar a culpa da hepatite nessas crianças. Até agora, os cinco vírus que comumente causam hepatite não foram detectados em nenhum desses casos. A OMS recebe relatórios de hepatite inexplicável em crianças todos os anos, mas alguns países indicaram que as taxas que estão sendo vistas estão supra do esperado”, disse Adhanom.

Brasil investiga casos suspeitos

O Brasil está investigando 71 casos suspeitos da doença. Segundo o Ministério da Saúde, até domingo (5), foram notificados 106 casos, 34 foram descartados e 1 foi classificado uma vez que provável.

No último domingo (5), um menino de 11 anos morreu no Hospital da Garoto, no Rio de Janeiro, com suspeita de hepatite aguda de origem desconhecida.

A petiz é moradora de Campos dos Goytacazes, no Setentrião do Rio de Janeiro, onde recebeu os primeiros atendimentos e teve a suspeita da doença levantada pelos médicos.

(Com informações de Cleber Rodrigues, da CNN)

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também