Número de refugiados devido à guerra na Ucrânia ultrapassa 6 milhões

Por redação

O número de pessoas que fugiram da Ucrânia para evadir da invasão da Rússia passou de 6 milhões, na pior crise de refugiados na Europa desde o término da Segunda Guerra Mundial, disse a escritório de refugiados da ONU (ACNUR) nesta quinta-feira (12).

O conflito, que começou em 24 de fevereiro, desencadeou um deslocamento maciço de pessoas, incluindo mais de 8 milhões de ucranianos dentro do país. Dados da ONU mostram que 6,03 milhões haviam fugido da Ucrânia até a quarta-feira (11).

A maioria se dirigiu para a União Europeia através das fronteiras com Polônia, Eslováquia, Hungria e Romênia.

Reduto em Mariupol

A usina Azovstal abriga o último reduto das forças ucranianas em Mariupol, uma das cidades mais atingidas pela guerra.

Posteriormente uma operação em conjunto com a ONU e a Cruz Vermelha, todas as mulheres e crianças foram retiradas da siderúrgica. Porém, ainda há soldados da Ucrânia no lugar.

Assim, autoridades do país propuseram à Rússia que os defensores gravemente feridos na siderúrgica de Azovstal sejam trocados por prisioneiros de guerra russos, segundo a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk.

Durante o conflito, os países realizaram algumas trocas de prisioneiros.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também