Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Mundo virtual é “porta ensejo” para relacionamentos plurais, avalia filósofo

Por redação

Às vésperas do Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho, o redactor e filósofo Renato Noguera promoveu uma reflexão sobre porquê o paixão diminui as diferenças entre as pessoas.

Em entrevista à CNN Rádio, no CNN no Plural, o responsável de “Por que amamos: o que os mitos e a filosofia têm a proferir sobre o paixão” defendeu que o paixão é “fundamental para a própria vida” e que ele é “um chegada catalisador de bem-estar.”

Segundo ele, o mundo virtual, porquê aplicativos de relacionamento, por exemplo, funciona para aproximar pessoas diferentes que, em outras ocasiões, não se envolveriam, muito por desculpa das “bolhas” sociais que todos temos.

“É importantíssimo que as fronteiras sejam dissolvidas, as ‘bolhas’ são fronteiras”, disse.

Na avaliação de Noguera, quando as pessoas se aproximam, elas “enxergam” o outro. “O mundo virtual é uma porta ensejo para pessoas encontrarem outras que não estão nos seus círculos.”

Ao mesmo tempo, há o risco de alguém ser um personagem online e, para que haja segurança afetiva, é necessário que todos sejam verdadeiros: “Há essa ambivalência, mas é uma boa porta.”

O redactor afirmou que a variedade em relacionamentos é importante – independentemente de ser uma relação heterossexual ou não, da mesma classe social ou grupo étnico.

Ele destaca que toda relação está sujeita a conflitos e que o paixão elimina barreiras das diferenças. “À medida que as relações de conflito me dilaceram, o paixão faz uma costura.”

“Amamos, pensamos e sentimos na mesma ritmo quando há um relacionamento, as diferenças são motivo para estar juntos, você precisa acomodar o outro em relação a sua diferença”, completou.

 

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também