Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Moro não deve recorrer ao TSE posteriormente ter transferência de habitação eleitoral negada

Por redação

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) não deve recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) posteriormente a transferência de seu habitação eleitoral ter sido negada pela Justiça Eleitoral de São Paulo nesta terça-feira (7). A informação foi confirmada à CNN por aliados de Moro. A avaliação feita pelo ex-juiz e seus principais conselheiros é a de que, hoje, um recurso ao TSE poderia colocar em risco uma eventual candidatura pelo Paraná, seu estado de origem.

Segundo a CNN apurou, a preocupação agora dos advogados eleitorais de Moro é a de conseguir no TSE restabelecer o habitação eleitoral do ex-juiz no Paraná. Hoje, de conformidade com os relatos, há risco, inclusive, de Moro nem sequer conseguir votar nas eleições de outubro.

Por quatro votos a dois, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) rejeitou a transferência do habitação eleitoral de Moro para São Paulo. Depois a decisão, o ex-juiz afirmou em nota ter recebido a notícia com surpresa e disse que, em breve, anunciará seus próximos passos.

“Recebi surpreso a decisão do TRE de São Paulo na ação proposta pelo PT. Nas ruas, sinto o escora de gente que, uma vez que eu, orgulha-se do resultado da Lava Jato e não desistiu de lutar pelo Brasil. Anunciarei em breve meus próximos passos. Mas é patente que não desistirei do Brasil”, afirmou Moro.

A decisão do TRE-SP se deu em julgamento do recurso do diretório municipal do PT. A ação movida pelo deputado federalista Alexandre Padilha (PT-SP) e o diretório municipal da {sigla} argumenta que o ex-ministro do governo Jair Bolsonaro (PL) não possui vínculo profissional em São Paulo e teria apresentado o endereço de um hotel para provar vínculo residencial.

Também cita que Moro ainda é inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Paraná e foi indicado a vice-presidente de um órgão de direção partidária do estado do Paraná dois meses antes de requerer a transferência para São Paulo.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também