Jinping diz a premiê teuto que é preciso “todo esforço” para evitar escalada na Ucrânia

Por redação

O presidente da China, Xi Jinping, disse ao primeiro-ministro teuto Olaf Scholz, nesta segunda-feira (9), que todos os esforços devem ser feitos para evitar que a guerra na Ucrânia se transforme em uma “situação incontrolável”, informou a rádio estatal chinesa.

“Todos os esforços devem ser feitos para evitar a intensificação e expansão do conflito na Ucrânia, que pode levar a uma situação incontrolável”, disse Xi na videochamada, segundo o relatório.

Xi também convidou a Alemanha a participar da Iniciativa de Segurança Global, uma estrutura ampla e vaga que Xi apresentou no mês pretérito que defende o princípio de “segurança indivisível”, um concepção invocado pela Rússia para justificar seu ataque à Ucrânia.

Também nesta segunda, dia publicado porquê “Dia da Vitória” na Rússia, já que se comemora a rota das tropas nazistas pelos soviéticos na Segunda Guerra Mundial, Scholz afirmou que o presidente russo Vladimir Putin “não vencerá” a guerra na Ucrânia.

A data assume significado próprio neste ano, pois dois países que antes eram vítimas da Alemanha nazista – Ucrânia e Rússia – estão agora em guerra porque a Rússia a desencadeou, declarou.

Scholz afirmou que a Alemanha auxiliará a Ucrânia com ajuda humanitária, financeira e militar. Não haveria sossego ditada pela Rússia, ressaltou ele, ecoando comentários também feitos pelo presidente do Parlamento Boche, Baerbel Bas, no domingo.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também