Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Indigenista sumido alertou em dezembro sobre intensificação de invasões

Por redação

O indigenista Bruno Pereira, sumido desde domingo (5) na Terreno Indígena do Vale do Javari, no Amazonas, alertou em dezembro de 2021 sobre a “quantidade de invasões” na região.

“Trabalho lá há 11 anos e nunca vi uma situação tão difícil. Os indígenas dizem que hoje a quantidade de invasões é comparável à do período anterior à demarcação. Por isso, é absolutamente necessário que os indígenas busquem suas formas de organização, montando um esquema de monitoramento capaz de frear conflitos violentos”, disse o profissional ao WWF-Brasil, no dia 10 de dezembro do ano pretérito.

A Terreno Indígena Vale do Javari, onde Pereira e o correspondente do jornal “The Guardian” Dom Phillips despareceram, concentra o maior número de povos isolados do mundo. De pacto com a União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja), os profissionais seguiam para uma região conhecida porquê Lago do Jaburu para entrevistar indígenas.

Em entrevista à CNN, a facilitar de coordenação da Univaja, Soraya Zaiden, afirmou na terça-feira (7) que não considera a possibilidade de que os dois tenham se perdido na região. Para Soraya, a equipe pode ter sofrido qualquer ato de violência.

“Nós nem consideramos essa possibilidade. O Bruno conhece muito muito a região, conhece muitíssimo muito. E ele já trabalhou ali por vários anos. O Dom já participou de algumas expedições que Bruno coordenou, principalmente no período que ele estava na Funai. Portanto não se cogita, essa possibilidade não existe”, disse.

Leia inferior a nota do Itamaraty sobre o desaparecimento

“Desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips na Amazônia

O Governo brasílico tomou conhecimento, com grande preocupação, da notícia de que o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira estão desaparecidos na região do Vale do Javari, na Amazônia.

Mobilizado desde logo, o Departamento de Polícia Federalista (PF) está atuando naquela região e tomando todas as providências para localizá-los o mais rápido verosímil. A PF fez repetidas incursões e tem descrito com o pedestal da Marinha do Brasil, que se somou aos esforços nos trabalhos de buscas de ambos os cidadãos.

O Governo brasílico seguirá acompanhando as buscas com o zelo que o caso demanda e envidando os esforços necessários para encontrar prontamente o profissional da prelo britânica e o servidor da Instauração Vernáculo do Índio.

Na hipótese de o desaparecimento ter sido causado por atividade criminosa, todas as providências serão tomadas para levar os perpetradores à Justiça.

Os familiares e colegas de trabalho dos desaparecidos serão mantidos a par do progresso das buscas.”

Nota da Polícia Federalista

“A Polícia Federalista informa que desde que tomou conhecimento do desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira, da Instauração Vernáculo do Índio (Funai), e do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, vem realizando medidas investigativas e de lucidez policial visando o explicação dos fatos e a solução do caso.

Na data de ontem, 06/06/2022, com o pedestal da Marinha, foram realizadas incursões na calha do Rio Itaquaí, mais precisamente no trecho entendido entre a frente de proteção etnoambiental itui-itauqai e o município de Atalaia do Setentrião/AM, região noroeste do Amazonas.

Das diligências efetuadas foi verosímil identificar 02 (duas) pessoas que tiveram contato com os desaparecidos, as quais foram encaminhadas à Polícia Social de Atalaia do Setentrião para prestar esclarecimentos. Porém, nenhuma delas foi presa.

No início da manhã de hoje, 07/06/2022, as buscas foram retomadas pela Marinha e a Polícia Federalista, com novas incursões no rio e com o pedestal de helicóptero sobrevoando a região.

Com a evolução do caso novas informações serão divulgadas.”

 

*Com informações de Vianey Bentes, André Rosa e Carolina Farias

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também