Igreja evangélica monta presépio com Jesus ‘enjaulado’ como refugiado

Redação Brasil
Read Time2 Minute, 47 Second

O que você pensaria se visse Jesus, Maria e José separados por jaulas? Esta foi a questão que a Igreja Metodista de Claremont, na Califórnia, Estados Unidos, quis levantar, com o intuito de gerar um debate sobre as políticas do governo de Donald Trump na fronteira sul do país.

Presépio de igreja na Califórnia promoveu ação de conscientização sobre refugiados© Reprodução Presépio de igreja na Califórnia promoveu ação de conscientização sobre refugiados

Um presépio montado na entrada do templo mostra as figuras da Sagrada Família separadas e enjauladas, como é feito pela polícia norte-americana com os imigrantes que chegam à fronteira com o México.

Um texto publicado no site oficial da igreja levanta diversos questionamentos. “E se esta família procurasse refúgio no nosso país hoje?”, dizia um trecho da nota. “No tempo em nosso país, quando as famílias de refugiados procuram asilo nas nossas fronteiras e são separadas umas das outras, nós lembramos a família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus, Maria e José, a Sagrada Família”.

As famílias brasileiras que acolheram os refugiados neste Natal

A narrativa ainda afirma que “a Sagrada Família ocupa o lugar das milhares de famílias sem nome separadas nas nossas fronteiras”.

“Imagine José e Maria barrados na fronteira e Jesus, com menos de dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das grades de um centro de detenção da patrulha de fronteira, como foi feito com mais de 5.500 crianças nos últimos três anos”.

Confira o vídeo abaixo e a nota na íntegra:

Stefan Simanowitz

@StefSimanowitz

A church in California has created a nativity scene putting Jesus, Mary & Joseph – the most well-known refugee family in the world – in separate cages.

It is intended to make us ask ourselves: “What if this family sought refuge in our countries today?”

Vídeo incorporado

3.276 pessoas estão falando sobre isso

Leia o texto na íntegra (em tradução livre)

No tempo em nosso país quando as famílias de refugiados procuram asilo nas nossas fronteiras e são separadas umas das outras nós lembramos a família de refugiados mais conhecida do mundo: Jesus, Maria e José, a Sagrada Família.

Logo após o nascimento de Jesus, José e Maria foram obrigados a fugir com seu jovem filho de Nazaré para o Egito para escapar do rei Herodes, um tirano. Eles temiam perseguição e morte.

E se esta família procurasse refúgio no nosso país hoje?

Imagine José e Maria barrados na fronteira e Jesus, com menos de dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das grades de um centro de detenção da patrulha de fronteira, como foi feito com mais de 5.500 crianças nos últimos três anos.

Jesus cresceu para nos ensinar bondade e misericórdia e a acolhida de todas as pessoas.

Ele disse: “Eu estava com fome e você me deu comida, eu estava com sede e você me deu algo para beber, eu era um estranho e você me acolheu.” Mateus 25:35

No presépio da Igreja metodista de Claremont, neste Natal, a Sagrada Família ocupa o lugar das milhares de famílias sem nome separadas nas nossas fronteiras.

Dentro da igreja, você verá esta mesma Sagrada Família reunida em um presépio que se une aos anjos em cantar “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade” Lucas 2:14

0 0

About Post Author

Redação Brasil

Jornalista - MTB -0077859/SP
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A história de cinco Papais Noéis que animam a criançada nos shoppings

O número dos que buscam o papel de bom velhinho tem aumentado e não se restringe a aposentados que querem reforçar a renda no fim do ano. Atraídos pelos cachês pagos por shoppings e lojas (algo em torno de 14 000 reais por um mês de trabalho, com uma jornada […]

Subscribe US Now