Em “Dia da Vitória”, chanceler germânico diz que Putin “não vencerá esta guerra”

Por redação

O chanceler germânico Olaf Scholz garantiu à Ucrânia a solidariedade em sua luta contra a invasão da Rússia durante um oração televisionado para o país neste domingo (8), data em que se comemora o natalício do final da Segunda Guerra Mundial no chamado Dia da Vitória.

“Putin não vencerá esta guerra. A Ucrânia perseverá”, disse Scholz.

A data assume significado próprio neste ano, pois dois países que antes eram vítimas da Alemanha nazista – Ucrânia e Rússia – estão agora em guerra porque a Rússia a desencadeou, disse ele.

Scholz afirmou que a Alemanha auxiliará a Ucrânia com ajuda humanitária, financeira e militar. Não haveria silêncio ditada pela Rússia, ressaltou ele, ecoando comentários também feitos pelo presidente do Parlamento Germânico, Baerbel Bas, neste domingo.

Também em oração neste Dia da Vitória, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse que o mal retornou à Ucrânia “de uma forma dissemelhante, sob diferentes slogans, mas com o mesmo propósito”. O político afirmou, porém, que a Ucrânia e seus aliados vencerão o conflito.

“Nenhum mal pode evadir da responsabilidade, não pode se esconder em um bunker”, acrescentou em verosímil referência ao líder nazista Adolf Hitler, que passou os últimos dias de sua vida em um bunker em Berlim, onde cometeu suicídio nos últimos dias da guerra.

Na Rússia, o Dia da Vitória é festejado em 9 de maio, e é um dos eventos nacionais mais importantes do país – uma memorial dos enormes sacrifícios feitos pela União Soviética ao derrotar a Alemanha.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também