Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Dólar cai a R$ 4,75 com redução de aversão a riscos no mercado e juros no radar

Por redação

O dólar caía 0,45%, cotado a R$ 4,756, por volta das 9h23 desta segunda-feira (6), refletindo uma redução da aversão global a riscos por segmento dos investidores posteriormente a China anunciar uma redução nas restrições para combater a Covid-19 na capital, Pequim.

O movimento gera expectativas de uma retomada da economia chinesa, reduzindo temores do impacto de lockdowns no país para a economia global, e favorece fluxos de investimentos para mercados mais arriscados, caso do Brasil.

Na semana, o foco dos investidores estará na reunião de política monetária do Banco Mediano Europeu (BCE), que pode subir os juros para enfrentar a inflação na zona do euro, e nos dados de inflação nos Estados Unidos, que dará mais pistas sobre os possíveis próximos passos do ciclo de subida de juros do país.

O Banco Mediano fará nesta sessão leilão de até 15 milénio contratos de swap cambial tradicional para fins de rolagem do vencimento de 1° de agosto de 2022.

Na sexta-feira (6), o dólar caiu 0,18%, a R$ 4,777, mas encerrou a semana com uma subida de 0,83% posteriormente três recuos semanais consecutivos. Já o Ibovespa teve queda de 1,15%, aos 111.102,32 pontos, desvalorizando 0,75% na semana.

Sentimento global

O mês de maio teve uma poderoso aversão global a riscos desencadeada por temores sobre uma provável recessão generalizada devido a uma série de altas de juros pelo mundo para moderar a inflação, que tendem a desacelerar a economia global.

A principal ocorreu nos Estados Unidos, anunciada pelo Federalista Reserve em 4 de maio. Apesar de descartar altas de 0,75 p.p. ou um risco de recessão, a autonomia sinalizou ao menos mais duas altas de 0,5 p.p.

Os juros maiores nos Estados Unidos atraem investimentos para a renda fixa do país devido a sua subida segurança e favorecem o dólar, mas prejudicam os mercados de títulos e as bolsas ao volta do mundo, inclusive as norte-americanas.

Por outro lado, com o termo do lockdown na cidade chinesa de Xangai e refrigério nas restrições na capital Pequim, a expectativa é que a demanda chinesa retorne aos níveis anteriores, o que voltou a proporcionar exportadores de commodities e aliviou uma segmento das pressões sobre o real.

Ao mesmo tempo, a confirmação da contração da economia dos Estados Unidos no primeiro trimestre reforçou a visão de que o Fed não deverá ser tão hostil na subida de juros quanto o previsto anteriormente. Com as duas novidades, o Ibovespa e o real encontraram espaço para valorização. Qualquer mudança nessa percepção, porém, prejudica os dois.

Teste seus conhecimentos sobre o Ibovespa

Vamos estrear com uma fácil: o que é o Ibovespa?

Quem é responsável pelo cômputo do Ibovespa?

Quais tipos de ativos são elegíveis para entrar no Ibovespa?

Qual destes NÃO é um critério para que uma ação entre no Ibovespa

Quantas ações estão, hoje, na carteira teórica do Ibovespa?

Com qual frequência a carteira teórica do Ibovespa é revisada?

Qual a ação de maior peso no Ibovespa?

Qual a ação de menor peso no Ibovespa?

Cada ponto do Ibovespa equivale a 1 real. Esta asseveração é

Qual o recorde histórico de fechamento do Ibovespa?

 

Tente outra vez!

Dica: acompanhe o CNN Business para entender mais sobre o Ibovespa



Mandou muito!

Você sabe bastante sobre o Ibovespa, mas poderia saber um pouquinho mais

Sensacional!

Parabéns! Você é um expert em Ibovespa

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações da Reuters

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também