Deputados debatem situação de Daniel Silveira em seguida sentença do STF e indulto presidencial

Por redação

No Debate CNN desta quinta-feira (12), os deputados federais Ubiratan Sanderson (PL-RS) e Alessandro Molon (PSB-RJ), comentaram a situação de Daniel Silveira (PTB-RJ) em seguida sentença de 8 anos e 9 meses de prisão em regime fechado por ataques a ministros do STF, e o indulto do presidente Jair Bolsonaro (PL), que concede perdão ou indulto individual a Silveira.

Sanderson disse que não dá para concordar com a sentença do STF.

“Mesmo que nós não concordemos com o tipo de fala que ele fez, não dá para concordar com o tamanho da sentença proferida pelo STF. É um pouco totalmente contraditório”, disse.

Já o deputado Molon disse que a tentativa de combater as instituições é um dos crimes mais graves que podem subsistir.

“Eu não considero menores os crimes praticados pelo deputado Daniel Silveira. Foram crimes graves que dizem reverência à proteção da democracia”, afirmou.

Durante o debate, Molon afirmou que “o indulto do presidente da República é claramente inconstitucional”.

“É um indulto que afeta a saúde da democracia. O indulto não foi criado para facilitar a vida de quem quer destruir as instituições”.

Em resposta, o deputado Sanderson avaliou que se houver justa razão, o indulto pode ser usado.

“O deputado Daniel Silveira não cometeu nenhum dos crimes proibidos pela Constituição de serem objeto de perdão e indulto porquê homicídio qualificado, tráfico de drogas, terrorismo — não é o caso”, afirmou.

Assista ao debate completo no vídeo supra

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também