Datafolha não teve grande novidade, mas confirmou polarização, diz professor

Por Brunialti Welinton

A última pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta (23), mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 47% das intenções de voto na corrida pelo Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 28%. Faltam século dias para a realização das eleições, que estão marcadas para 2 de outubro.

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira (24), o pesquisador político e professor da USP José Álvaro Moisés disse que a pesquisa não trouxe nenhuma grande novidade, mas confirmou a polarização do processo eleitoral.

“Minha sentimento é que esses dados confirmam a polarização que vem se consolidando há meses. Não tem uma grande novidade, mas é uma confirmação de que a polarização se impôs”, afirmou.

Primeiro vez (Datafolha)

Intenção de voto estimulada para presidente

Cenário I

  • Lula (PT) – 47%
  • Bolsonaro (PL) – 28%
  • Ciro Gomes (PDT) – 8%
  • André Janones (Avante) – 2%
  • Simone Tebet (MDB) – 1%
  • Pablo Marçal (Pros) – 1%
  • Vera Lúcia (PSTU) – 1%
  • Felipe d’Avila (Novo) – 0
  • Sofia Manzano (PCB) – 0
  • Leonardo Péricles (UP) – 0
  • José Maria Eymael (DC) – 0
  • Luciano Bivar (União Brasil) – 0
  • General Santos Cruz (Podemos) – 0
  • Branco/Nulo – 7%
  • Não sabe – 4%

O professor labareda a atenção para os números de repudiação apontados pelo Datafolha. Jair Bolsonaro tem 55% e Lula, 35%, de repudiação, de entendimento com a última pesquisa.

“A informação sobre repudiação é extremamente importante porque, em patente sentido, ela consolida o que apareceu nos resultados positivos”, apontou o coordenador do Grupo de Pesquisa da Qualidade da Democracia e professor do Instituto de Estudos Avançados da USP.

Ele também detalhou o que labareda de “partilha” que existe no país.

“Sobre o eleitorado de mais baixa renda, em circunstâncias de muita dificuldade econômica, inflação subida, renda cada vez menor, desemprego, está funcionando uma perspectiva que chamaria de natureza comparativa”, pontuou José Álvaro Moisés.

“De alguma maneira, esses eleitores estão comparando o que foram os governos anteriores do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e o que estão sentido com o governo do presidente Jair Bolsonaro”, explicou.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Veja também