Com subida de casos na China, autoridades fecharão a Cidade Proibida

Por redação

O Museu do Palácio da China, sabido mundialmente uma vez que a Cidade Proibida, será fechado temporariamente a partir desta quinta-feira, 12 de maio, para reduzir ainda mais os riscos de transmissão da Covid-19, causados pelo movimento de pessoas, informou o museu nesta quarta-feira (11).

O fechamento, segundo as autoridades da capital Pequim, onde o museu está localizado, será realizado posteriormente os relatos de 24 novos casos de coronavírus sintomáticos transmitidos localmente nessa terça (10), inferior dos 61 do dia anterior.

Muitas empresas em Pequim já foram fechadas e um grande número de pessoas foi instruído a trabalhar em morada, em um esforço para fechar um surto de dezenas de casos diários.

A China segue uma política de “Covid Zero”, com líderes repetindo sua regra de combater o vírus com medidas duras.

Construído no início do século 19, o Museu do Palácio e seus lendários 9.999 quartos cobrem 74 hectares cercados por um fosso ao setentrião da Rossio Tiananmen. Tornou-se Patrimônio Mundial da UNESCO, em 1987.

Brasil61

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também