Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Com lockdowns na China e guerra, indústria alemã piora expectativas para 2022

Por redação

A indústria alemã está se preparando para um 2022 mais difícil, conforme os lockdowns na China e a guerra na Ucrânia agravam os problemas contínuos da cárcere de provimento, levando duas associações a piorar suas previsões para o ano.

A associação de engenharia VDMA cortou, nesta segunda-feira (30), sua perspectiva de propagação da produção de máquinas pela segunda vez.

Agora, ela espera que a produção de máquinas industriais com o selo “Fabricado na Alemanha” cresça 1% nascente ano, posteriormente já ter reduzido sua previsão de 7% para 4% há dois meses.

No ano pretérito, a produção cresceu 6,4%.

A associação da indústria BDI, por sua vez, disse que agora espera que as exportações cresçam somente 2,5% neste ano, posteriormente prever aumento de 4% em janeiro.

As previsões mais baixas ocorrem apesar de muitas empresas terem vários pedidos acumulados, pois enfrentam dificuldades para atendê-los: uma pesquisa do instituto IFO mostrou que 77,2% das empresas reclamaram de gargalos e problemas na compra de bens intermediários e matérias-primas.

Uma em cada duas empresas afetadas pela escassez de materiais disse que os lockdowns na China tornaram a situação ainda pior do que antes, mostrou a pesquisa da IFO, publicada também nesta segunda-feira.

Já o presidente da VDMA, Karl Haeusgen, disse em transmitido que, antes da invasão da Ucrânia, 80% das empresas descreviam suas perspectivas de negócios na Rússia uma vez que boas ou satisfatórias.

Agora, 75% esperam deterioração nos próximos seis meses ou querem desabitar a Rússia completamente.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também