Cassino de Las Vegas surpreende funcionários com bônus de US$ 5.000

Por redação

O ​​Cosmopolitan of Las Vegas surpreendeu seus mais de 5.000 funcionários na última quarta-feira (11) com um bônus único de US$ 5.000.

O resort disse que doou US$ 27 milhões “sem precedentes” a seus trabalhadores durante um evento festivo que foi encerrado com um “rufar de tambores” e confetes quando o CEO da Cosmopolitan, Bill McBeath, fez o proclamação.

O evento celebrou a propriedade de quase uma dez da propriedade da empresa de private equity Blackstone, que está sendo vendida para a MGM Resorts International e uma empresa imobiliária.

“Sabemos que zero disso teria sido provável sem o trabalho difícil e a dedicação dos incríveis funcionários do resort, e estamos entusiasmados em reconhecer essas contribuições”, disse Tyler Henritze, gerente de investimentos estratégicos da Blackstone Real Estate, em enviado.

Um enviado de prensa disse que “lágrimas e aplausos” encheram o teatro quando a notícia foi divulgada.

Outrossim, o bônus chega durante um mercado de trabalho apertado, onde as empresas estão tentando dissipar os trabalhadores de procurarem em outros lugares.

O Cosmopolitan, inaugurado em 2010, é um dos resorts mais chamativos e sofisticados da Strip.

A empresa rapidamente atingiu uma turbulência financeira depois que abriu e foi comprada pela Blackstone em 2014 por US$ 1,7 bilhão e gastou tapume de US$ 500 milhões reformando seus mais de 3.000 quartos, andares de cassinos e espaços comuns com restaurantes e bares.

A Blackstone decidiu descarregar o Cosmopolitan posteriormente a pandemia de Covid-19 que derrubou a famosa cidade de Nevada. A empresa anunciou no ano pretérito que a estava vendendo por US$ 5,65 bilhões — mais de US$ 4 bilhões pelos quais a comprou.

A MGM Resorts pagou US$ 1,6 bilhão para assumir suas operações, com o restante do quantia vindo de empresas de investimento imobiliário.

O Cosmopolitan não é o único cassino e resort enorme que está mudando de mãos. A MGM Resorts anunciou no final do ano pretérito que estava vendendo o The Mirage para a Hard Rock International por mais de US$ 1 bilhão.

A propriedade de 32 anos, conhecida pela explosão do vulcão, está envelhecendo e a MGM não quis mais investir nela.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também