Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Caso Kathlen: Morte de jovem prenha baleada no Rio de Janeiro completa 1 ano

Por redação

A morte da jovem Kathlen Romeu, de 24 anos, completou um ano nesta quarta-feira (8). A família celebrou, nesta noite, uma missa em memória da jovem no Méier, Zona Setentrião do Rio de Janeiro.

Kathlen foi morta por um tiro de fuzil no peito durante uma operação da Polícia Militar no Multíplice do Lins, na Zona Setentrião do Rio. Ela estava prenha de quatro meses.

Na missa, o pai da jovem, Luciano Gonçalves, disse que ainda espera por justiça para a filha e afirmou que a desenlace do caso está sendo demorada.

“A gente ainda continua em completo desespero por conta do descaso do poder público. Tendo em vista que já temos todos os elementos comprobatórios de quem foi e porquê fizeram. E apesar disso tudo, essa morosidade da Justiça em punir e penalizar o Estado e os maus policiais, é muito difícil pra gente”, destacou Luciano.

No mês pretérito, Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ) realizou a primeira audiência do caso. Uma novidade audiência está marcada para o dia 27 de junho, pois uma das testemunhas de resguardo dos acusados não compareceu por questões médicas.

Durante a audiência, a avó de Kathelen, que estava com ela no momento dos disparos, afirmou que um dos policiais não deixou que ela acompanhasse a neta no caminho para o hospital. Ela teria sido levada de camburão.

Está marcada para sexta-feira (10) uma sessão solene na Câmara Municipal em homenagem à jovem. Para o sábado (11), amigos e familiares promovem um ato na região em que Kathlen foi morta.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também