Bolsonaro ajuíza ação contra ministro Alexandre de Moraes por agravo de domínio

Por Brunialti Welinton

Segundo apuração da CNN, a ação, protocolada na segunda-feira (16), no Supremo Tribunal Federalista, cita sucessivos ataques à democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos garantias fundamentais.

A ação também relata outros pontos, porquê “injustificada investigação no interrogatório das Fake News, quer pelo seu exagerado prazo, quer pela exiguidade de vestimenta ilícito e por não permitir que a resguardo tenha aproximação aos autos”.

O texto também afirma que o interrogatório das Fake News não respeita o contraditório, porque decreta contra investigados medidas não previstas no Código de Processo Penal, contrariando o Marco Social da Internet. A ação ainda ressalta que, mesmo posteriormente a Polícia Federalista ter concluído que o presidente da República não cometeu violação em sua live, sobre as urnas eletrônicas, o ministro Alexandre de Moraes insiste em mantê-lo porquê investigado. A ação não foi apresentada pela Advocacia Universal da União (AGU).

Mais informações em instantes

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Veja também