Atacadistas e distribuidores faturam R$ 308 bilhões em 2021

Por redação

Os atacadistas e distribuidores brasileiros registraram um faturamento de aproximadamente R$ 308 bilhões em 2021, segundo os dados da Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad), divulgados nesta terça-feira (10).

Apesar de ter se mantido praticamente igual ao ano anterior em valores absolutos, a receita do setor foi menor em 2021, quando descontada a inflação, com um recuo de 2,96% frente a 2020, primeiro ano da pandemia.

Na prática, houve uma queda de murado de R$ 1 bilhão em produtos comercializados.

O setor é responsável pelo fornecimento de produtos para metade do mercado varejista do país. E atua, principalmente, no fornecimento do pequeno e médio tratante brasílio, de entendimento com a entidade.

O grupo dos provisões é o de maior representatividade e responde por 40,6% do totalidade comercializado no período. Na segunda posição, artigos de higiene e venustidade abrangem uma parcela de 17%, seguidos pelas bebidas (8%), itens de limpeza (7,9%), materiais de construção (7,2%) e estabelecimento (6,4%).

Em relação às regiões do Brasil, o Sudeste registra a maior parcela do faturamento do setor: mais de R$ 80 bilhões. Já o lucro das empresas do Núcleo-Oeste, Sul, Setentrião e Nordeste variou entre R$ 20 e 50 bilhões.

“A inflação prejudica muito o setor, assim porquê toda a economia brasileira. Com a inflação, há perda do poder de compra e, naturalmente, menos consumo, diminuindo a margem de toda enxovia produtiva”, destaca Daniel Asp Souza, gerente de Atendimento de Varejo da Abad.

Em contrapartida, em 2022, o cenário é de melhora no cenário econômico e otimismo de um maior volume de vendas. Para 82% dos empresários do setor, neste ano, o segmento registrará um faturamento maior quando comparado com 2021. Já outros 72% esperam elevação no volume de vendas.

O Ranking Abad, feito em parceria com a consultoria NielsenIQ, é publicado desde 1994 e inclui os resultados dos agentes de distribuição de todo o país.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também