Weather Widgets for Websites by Weatherwidget.org

Aras itinerário oposição e consegue maioria em Juízo Superior do MP

Por redação

Procuradores da República elegeram nesta quinta-feira dois aliados do procurador-geral Augusto Aras para o Juízo Superior do Ministério Público e abriram caminho para que ele tenha maioria no colegiado, responsável por, dentre outros pontos, mandar a realização de sindicâncias e elaborar os critérios de distribuição de inquéritos entre procuradores.

Em agosto, encerram-se mandatos dos conselheiros Mario Bonsaglia, Nicolao Dino, José Bonifácio de Andrada  e Maria Caetana Cintra Santos. Todos, em maior ou menor intensidade, opositores de Aras.

Para substituí-los, são duas eleições. Um escola de procuradores na semana passada elegeu Mario Bonsaglia (que já ocupava uma vaga no colegiado) e Luiza Frischeisen, que fazem oposição a Aras.

Mas nesta quinta-feira foram eleitos dois procuradores próximos ao PGR: a ex-corregedora universal do Ministério Público Federalista Elizeta de Paiva Ramos teve 47 votos e o diretor universal da Escola Superior do Ministério Público da União, Alcides Martins, teve 39. Foram 70 votantes dentro de um universo de 99 aptos a votas. Os outros dois que disputavam a eleição, Bonifácio Andrada e Luciano Mariz, considerados opositores de Aras, tiveram respectivamente 29 e 20 votos.

Com isso, Aras que tinha situação desconfortável no colegiado, com uma maioria de seis contrários a ele conseguiu, ao final das duas eleições, ter uma maioria de seis a seu obséquio. O novo colegiado toma posse em agosto, a partir de quando o procurador-geral pretende colocar para votar uma reformulação da PGR.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também