Ações europeias fecham em queda com retorno de temores sobre altas de juros

Por redação

As ações europeias recuaram nesta quinta-feira (12) e a maioria das partes cíclicas do mercado voltou ao vermelho, um dia depois que dados de inflação dos Estados Unidos alimentaram preocupações sobre o impacto de aumentos de juros no prolongamento econômico.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,75%, a 424,40 pontos, e devolveu grande segmento dos ganhos do meio da semana. Os papéis de tecnologia, montadoras e mineração foram os que tiveram perdas mais acentuadas entre os setores.

Esse movimento ocorre um dia em seguida investidores apostarem em ajustes maiores dos juros pelo banco médio dos EUA, depois que os preços ao consumidor norte-americano desaceleraram a subida em abril, mas avançaram mais do que as expectativas de economistas.

“O rápido prolongamento dos salários e a possante demanda podem resultar em altas sustentadas dos preços de serviços, o que forçaria o Federalista Reserve a continuar a subir os juros, mesmo que os preços dos bens se estabilizem”, disse Mark Haefele, diretor de investimentos do UBS Global Wealth Management, em nota.

Preocupações com aperto na política monetária, desaceleração econômica na China e aumento da inflação intensificaram temores de recessão, o que levou o STOXX 600 a perder 6,7% até agora em maio, embora os ganhos do primeiro trimestre tenham sido amplamente favoráveis.

  • Em Londres, o índice Financial Times recuou 1,56%, a 7.233,34 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX caiu 0,64%, a 13.739,64 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 1,01%, a 6.206,26 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,67%, a 23.566,23 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,35%, a 8.200,40 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,33%, a 5.655,29 pontos.

CNN Brasil

Compartilhe este conteúdo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Veja também