Yoko Ono pode ganhar crédito em ‘Imagine’ — 46 anos depois

Yoko Ono pode ganhar crédito em ‘Imagine’ — 46 anos depois

Yoko Ono pode ganhar crédito em ‘Imagine’, depois de 46 anos

Uma gravação em que John Lennon diz que a mulher, Yoko Ono, merecia constar nos créditos de Imagine, um dos grandes hinos da era hippie, vai ser usada em um processo que pode, enfim, inserir o nome da artista plástica entre os autores da composição, 46 anos depois do seu lançamento. O processo é estudado nos Estados Unidos pela National Music Publishers Association, instituição que reúne editoras de música, e foi anunciado pelo CEO da organização, David Israelite, durante um evento em Nova York, de acordo com a revista americana Variety.

Foi Israelite quem, no evento, mencionou a gravação do ex-beatle. Nessa fita, Lennon afirmaria que Yoko não foi apenas inspiração, mas influenciou a criação da música. A letra, em que Lennon pede que as pessoas imaginem cenários diversos (sem guerra, sem fome) teve como base o livro de poesia Ono Grapefruit, de Yoko, que inclui uma série de comandos similares, embora mais enigmáticos, como: “Imagine sua cabeça cheia de lápis / Imagine um deles quebrado”. Obras nessa mesma linha podiam ser vistas na exposição de Yoko Ono realizada neste ano no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

Em uma entrevista do casal à rede britânica BBC, em 1980, Lennon admitiu ter sido machista ao deixar Yoko de fora dos créditos. “(Imagine) deve ser creditado como uma música de Lennon-Ono porque muito disso — a letra e a letra-conceito — veio de Yoko. Mas naqueles dias eu era um pouco mais egoísta, um pouco mais machista, e eu meio que omiti a sua contribuição”, disse, com ar um tanto constrangido. “Se fosse um homem, talvez eu não tivesse dúvidas. Old Dirt Road é ‘John Lennon-Harry Nilsson’. Mas quando fizemos Imagine, coloquei apenas ‘Lennon’ porque, você sabe, ela é a esposa e você não coloca seu nome, certo?”

Com sua mensagem de compreensão universal embalada apenas por piano e voz, Imagine é para muitos a música que define a carreira de John Lennon pós-Beatles. Após o assassinato do músico, em 1980, ela chegou ao topo das paradas.

No evento da ational Music Publishers Association realizado em Nova York na semana passada, Yoko Ono recebeu um troféu pela composição. Ela estava companhada de Sean, seu filho com John Lennon. A música foi tocada ao vivo por Patti Smith.

Fonte:http://veja.abril.com.br/entretenimento/yoko-ono-pode-ganhar-credito-em-imagine-46-anos-depois/

Comentários no Facebook