Você está aqui
Início > Brasil e Mundo > Projeto de Lei que protege autoridades, é duramente criticado pelo Juiz Sergio Moro

Projeto de Lei que protege autoridades, é duramente criticado pelo Juiz Sergio Moro

Projeto de Lei  da agenda do presidente do Senado, Renan Calheiros que protege autoridades, é duramente criticado pelo Juiz Sergio Moro

Um dos projetos prioritários da agenda do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o da lei que tipifica crimes de abusos de autoridades foi duramente criticado na noite desta quarta-feira pelo juiz Sérgio Moro. Em palestra na abertura do encontro nacional de procuradores jurídicos da Federação das Apaes, em Brasília, o juiz da operação Lava-Jato fez um apelo para que os senadores rejeitem ou remodelem a redação atual que, segundo ele, é um retrocesso preocupante e pode ser usado para intimidar juízes, procuradores e autoridades policiais que investigam “poderosos”.

juiz da operação Lava-Jato fez um apelo para que os senadores rejeitem ou remodelem a redação atual
juiz da operação Lava-Jato fez um apelo para que os senadores rejeitem ou remodelem a redação atual

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao citar a importância de não só avançar além da Lava-jato no combate à corrupção sistêmica, com aprovação das dez medidas em análise na Câmara, Moro fez um alerta para o risco de se evitar retrocessos “que muitas vezes estão atrás da porta a nos surpreender”. Passou então a explicar do que se trata o projeto do abuso de autoridades que está na pauta de votações do Senado.

— É muito preocupante. Não que abusos de autoridades não devam ser punidos, ninguém é contra isso. A proposta inicial talvez fosse positiva, mas a redação atual da lei, na forma que está colocada sugere a possibilidade da sua utilização para intimidação de juízes, procuradores e autoridades policiais, não por praticarem abusos, mas por cumprirem seu dever com independência em processos envolvendo figuras poderosas —— alertou Moro.

Fonte: redegni.com

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: