Você está aqui
Início > Cultura > Os Chakras – 1ª Parte

Os Chakras – 1ª Parte

Chakras significa roda, disco, centros de energia vital e são sediados no corpo sutil.

Eles atuam diretamente no comportamento e na qualidade vital do corpo físico.

No Yoga, através de ásanas (posturas) e pranayamas (respiração) busca  se o equilíbrio dos chakras e a elevação espiritual, eliminando os bloqueios que nos prendem aos três primeiros chakras, considerados os mais primários.

O propósito do Ser é uma evolução, saindo dos estágios iniciais rumo aos chakras superiores, para mais perto do Eu interior e posteriormente ao extase.

Sistema de Chakras de corpo humano - usado no Hinduísmo, no budismo e no Ayurveda

 

 

São sete os principais chakras:

Muladhara ou Base

Svadhistana

Manipura ou Plexo Solar

Anahata ou plexo cardíaco

Ajna ou Terceiro Olho

Vishuddha

Sahasharara

 

1)Muladhara ou chakra base: localizado no Plexo pélvico , na base da coluna, está relacionado com as glândulas suprarrenais.

A emoção predominante quando esta em desequilíbrio é o medo.

È o chakra que nos liga aos nossos instintos de sobrevivência e segurança.

A preocupação com  alimentação, saúde e moradia (e todos os itens básicos de sobrevivência) nos remete a este chakra e a superação são os pensamentos de que “há uma Ordem estável e amorosa que governa o mundo”.

Esta visão nos devolve a serenidade e confiança.  Quando em equilíbrio, valoriza nossa autodeterminação, nossa vontade própria. 

A cor relacionada ao chakra é o vermelho e a meditação durante os ásanas é “Eu sou a coragem que aniquila o medo e todo o temor”.

Neste primeiro chakra, o estágio do ser é Eu Sou, ainda ligado à sua natureza e aos sentimentos e sensações primárias.

2)Svadhistana : Este chakra esta associado à sexualidade. Está situado abaixo do umbigo,no Plexo Sacro.

Está relacionado com as glândulas gônadas e sua cor é o laranja. As disfunções quando esta em desequilíbrio, são as doenças do sangue, anemia, problemas de músculo, ossos e articulações.

Emocionalmente, existe um forte desejo de posse e ciúme do outro (a felicidade está no outro). Quando ocorre a libertação desse nível de consciência é outorgada a maturidade emocional. Meditação utilizada nas posturas: “Eu sou o bem estar em contínua expressão”.

Neste segundo chakra, o estágio é Eu Sinto, já iniciando uma descoberta dos prazeres e sentimentos relacionados ao mundo externo (o outro).

Leris Fernanda M. P. Bertolote –  Professora de Yoga no Espaço Consciência em  Águas de Lindoia

Fonte: Curso de formação de professores de Yoga do Instituto Isvara, turma do ano de 2017,

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: