Você está aqui
Início > Brasil e Mundo > Economia > Mogi Mirim: Com repasse de R$ 1,3 milhão, pagamentos à Santa Casa são normalizados

Mogi Mirim: Com repasse de R$ 1,3 milhão, pagamentos à Santa Casa são normalizados

Frente à queda de receita, Prefeitura chegou a lançar programas de arrecadação em prol da entidade

IMG_9574

Depois de saldar o valor de R$ 1,3 milhão em recursos próprios junto à Santa Casa de Misericórdia, a Administração Municipal normalizou os pagamentos destinados à entidade. Em razão da queda de arrecadação enfrentada pelo município, os repasses vinculados a recursos próprios vinham ocorrendo fora da data programada.

Entre os dias 06 e 12 de março, ao repassar o montante de R$ 2.407.296,57, a Prefeitura “zerou” os restos a pagar do período e colocou em dia os pagamentos. Foram repassados R$ 1.309.879,91 em recursos próprios e R$ 1.097.416,66 de recursos da União. 

O cheque que representou a quitação dos valores e normalização dos pagamentos foi assinado pelo prefeito Gustavo Stupp na última semana. “Enfrentamos esse período com uma gestão eficiente dos recursos disponíveis e honrando os compromissos com a Santa Casa. O diálogo e a transparência com a entidade é a base dessa parceria”, disse o prefeito. 

Com isso, os valores previstos nos convênios com a Santa Casa, que giram em torno de até 1,2 milhão em recursos próprios e até R$ 1,3 milhão em recursos da União voltam a ser os referenciais para os repasses mensais realizados pela Prefeitura.

Os convênios mantidos pelo município se referem aos plantões médicos, cirurgias eletivas, custeio e manutenção da UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Já os recursos da União são provenientes dos convênios de adesão ao Sistema Único de Saúde (SUS) e da realização de exames.

Vale ressaltar que os atrasos não atingiram os recursos federais destinados à Santa Casa, os quais foram repassados ao hospital imediatamente após o recebimento pelo município.

A relação cordial entre a Prefeitura e a direção da Santa Casa foi mantida ao longo de toda a crise enfrentada. Entre as ferramentas lançadas pela Administração em prol da entidade em meio à crise estão a antecipação da devolução do duodécimo pelo Legislativo e a abertura do PERF (Programa de Estímulo à Regularização Fiscal) – “Projeto Santa Causa”, que resultou na arrecadação foi de R$ 580 mil, valor transferido à Santa Casa. 

Por: Jambres

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Mogi Mirim
(19) 3814-2162

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: