Você está aqui
Início > Brasil e Mundo > Internacional > ‘Fiz dois abortos em sete meses e não me arrependo’

‘Fiz dois abortos em sete meses e não me arrependo’

Uma menina brasileira de dois anos desapareceu na segunda-feira (1º/7) no Rio Grande, na fronteira entre México e Estados Unidos.

A mãe da menina, que é haitiana, foi detida por agentes da patrulha de fronteira dos EUA logo depois de cruzar o rio para o território americano. Ela contou às autoridades que havia perdido a filha enquanto cruzava as águas.

Agentes da cidade de Del Rio, no Texas, e da patrulha de fronteira dos Estados Unidos fizeram buscas durante a noite, auxiliados por autoridades mexicanas, mas não conseguiram encontrá-la As operações continuaram durante a terça-feira, com equipes de mergulho e botes de ambos os lados da fronteira.

“Não consigo imaginar a angústia que os pais dessa menina devem estar sentindo e espero que nossos esforços de busca compensem com um resultado positivo”, disse o chefe dos agentes de patrulha de Del Rio, Raul Ortiz.

“Toda vez que uma criança se perde é um evento trágico.”

De acordo com o Serviço de Alfândegas e Proteção das Fronteiras dos Estados Unidos, a área do Rio Grande recebe o maior volume de imigrantes na fronteira sul dos EUA, registrando quase 250 mil detenções neste ano até agora – um crescimento de 124% na comparação com 2018.

A tragédia aconteceu no mesmo momento em que os EUA e o México implementam políticas mais rígidas para conter o fluxo de imigrantes ilegais, principalmente da América Central.

Pelo menos seis pessoas morreram nos últimos dias.

Muitos migrantes dizem que estão fugindo da violência e da pobreza em Honduras, Guatemala e El Salvador, e planejam buscar asilo nos EUA.

Especialistas que criticam a política migratória do presidente americano, Donald Trump, sugerem que a abordagem linha dura está levando os migrantes a escolherem rotas mais perigosas para fazer a travessia.

Buscas pela menina brasileira no Rio Grande
Haitiana, mãe da menina foi detida logo após cruzar a fronteira do México para os EUA

Pai e filha afogados

Na semana passada, uma fotografia que mostrava os corpos de um pai e uma filha, de apenas 23 meses, às margens do mesmo Rio Grande, causou comoção mundial.

A BBC decidiu publicar a foto nesta reportagem, abaixo, mas alerta que alguns leitores podem considerar a imagem forte.

Óscar Alberto Martínez Ramírez e Angie Valeria Martínez Ávalos, de El Salvador, morreram afogados ao tentar atravessar o rio.

Na imagem, os dois estão deitados de bruços, com os rostos submersos na água – a menina tem o braço em volta do pescoço do pai, dentro da camisa dele.

A fotografia ilustra o drama de milhares de migrantes que arriscam a vida ao cruzar a fronteira em busca do chamado “sonho americano”.

Pai e filha morreram afogados ao tentar cruzar o rio na semana passada
Foto de pai e filha que morreram afogados ao tentar cruzar o rio gerou comoção mundial na semana passada

Fonte: BBC

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: