Você está aqui
Início > Brasil e Mundo > Doria descarta moradia popular no Ceagesp e promete polo tecnológico

Doria descarta moradia popular no Ceagesp e promete polo tecnológico

Prefeito de São Paulo, Doria descarta moradia popular no Ceagesp e promete polo tecnológico

Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), prometeu nesta sexta-feira (10) novo projeto para o espaço de 700 mil metros quadrados onde atualmente funciona o Ceagesp, maior entreposto de frutas e verduras da América Latina. Segundo Doria, o terreno na Vila Leopoldina, na Zona Oeste, deverá abrigar o Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (CIT).

Desde o anúncio da saída do Ceagesp do atual espaço, o local recebe especulações do que irá abrigar. O ex-prefeito Fernando Haddad chegou a dizer que o terreno seria destinado a um projeto de urbanização envolvendo empreendimentos imobiliários, incluindo habitação popular.

“Já está definido [o polo tecnológico], com o apoio do governo federal e estadual. Teremos inclusive uma Fatec, uma faculdade de tecnologia que será instalada ali e todo um campus para empresas de tecnologia”, disse o prefeito. Doria descartou a hipótese de construir moradia popular no terreno. “Habitação popular, ali não é o lugar”.

O prefeito disse que a migração do espaço ainda não tem data definida. “Eu gostaria que fosse dentro do meu mandato, dentro desses 4 anos. É uma operação logística difícil, você não pode interromper o abastecimento”. Doria, porém, foi categórico sobre a mudança do entreposto. “Vai sair de lá, isso posso afirmar. O Ceagesp vai sair da onde está. Vai para uma área quatro vezes maior”.

Não foi definido ainda para onde vai o novo Ceagesp. O bairro de Perus, na Zona Norte, principal candidato para abrigar o novo entreposto, ainda está sendo analisado. “O local não está definido ainda, esse [Perus] é um dos avaliados”.

O prefeito participou na manhã desta sexta-feira de um encontro no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), nos Jardins, com mais de 60 associações de moradores de várias regiões da capital paulista. Há 10 anos, Doria foi um dos fundadores da AME Jardins, associação de moradores do bairro que apoiou o encontro desta sexta.

Fonte:http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/doria-descarta-habitacao-popular-no-ceagesp-e-diz-que-local-tera-polo-tecnologico.ghtml

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: