Você está aqui
Início > Esporte > Como prevenir a obesidade infantil

Como prevenir a obesidade infantil

A obesidade infantil tem vindo a aumentar e cabe aos pais ajudar os seus filhos a combater esta situação, através da implementação de cuidados alimentares e da prática de exercício físico regular. Venha descobrir que exercício físico pode praticar com o seu filho, de forma lúdica e divertida!

Artigo da responsabilidade da Profª Rita Franco, Licenciada em Ciências do Desporto e Educação Física pela Faculdade de Coimbra e em Fisioterapia pela Escola Superior de Saúde de Aveiro. Exerce funções no Holmes Place Arrábida como fisioterapeuta, personal trainer, instrutora de Pilates e Body Balance. Trabalha também como formadora na Holmes Place Training Academy, no âmbito do Pilates, Personal Training Foundation Course, Plataformas Vibratórias e Ginástica Abdominal Hipopressiva. 

A melhor maneira de praticar exercício físico é em família, através de atividades lúdicas, mas é cada vez mais frequente as crianças fugirem destes momentos, devido à imensa oferta tecnológica existente (como a televisão, o computador, as consolas e os smartphones). Porém, está comprovado cientificamente que a prática de atividade física é essencial para o bom desenvolvimento das crianças, estimulando a coordenação motora, o combate à obesidade e até mesmo o processamento intelectual.

EPIDEMIA MUNDIAL

A obesidade é uma doença reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma epidemia mundial que atinge todos os grupos sociais e estratos socioeconómicos. Esta doença de origem multifatorial exige um tratamento que contemple todos os aspetos que influenciam o seu desenvolvimento.

A obesidade é o resultado de um consumo energético excessivo, um consumo de nutrientes (vitaminas e minerais) deficiente e um gasto energético insuficiente.

O CASO DA OBESIDADE INFANTIL

A obesidade é considerada um dos mais sérios desafios de saúde pública do século XXI. Cerca de 1 em cada 10 jovens com idades compreendidas entre os 5 e os 17 anos têm excesso de peso ou obesidade. Estes valores têm crescido rapidamente em vários países, nos últimos anos (OMS).

A Organização Mundial de Saúde afirma que a maioria das crianças com excesso de peso e obesidade reside em países desenvolvidos. Os principais responsáveis são o aumento do consumo de “fast food” e de doces e o sedentarismo.

Portugal é o 5º país com mais crianças obesas na Europa! No entanto e curiosamente, no nosso país, diminuiu o consumo de açúcares/refrigerantes e aumentou a percentagem de crianças que pratica atividade física com frequência. Mesmo assim, não houve uma melhoria significativa para retirar o nosso país da lista dos mais obesos da Europa.

Exercícios que podem ser praticados por crianças

De acordo com cada faixa etária, existem tipos de exercícios que podem ser praticados pelas crianças:

Até aos 5 anos

Os exercícios devem ser mais lúdicos nesta fase. Atividades como correr, saltar e dar cambalhotas são inseridas nas brincadeiras. A natação é uma boa escolha, desde os primeiros meses de vida.

Desportos possíveis:

  • Natação;
  • Balet;
  • Ginástica artística;
  • Bicicleta;
  • Judo;
  • Atletismo.

Dos 6 aos 11 anos

Desportos com bola não são os mais adequados até esta etapa, pois só a partir dos 6 anos a criança tem todas as funções motoras desenvolvidas para tal. Atividades mais complexas, como vela e remo, também já podem ser inseridas agora.

Desportos possíveis:

  • Futebol;
  • Voleibol;
  • Basquetebol;
  • Andebol;
  • Ténis;
  • Remo;
  • Vela;
  • Yoga.

Dos 12 aos 15 anos

As crianças desenvolvem equilíbrio, força e destreza a partir dos 12 anos, sendo esta a altura ideal para iniciar competições de diferentes atividades desportivas ,que também promovem a integração social.

Desportos possíveis:

  • Competição de desportos coletivos;
  • Alongamentos;
  • Hip-Hop;
  • Boxe.

A partir dos 16 anos

Estudos comprovam que a musculação não causa prejuízo para o jovem, desde que devidamente adaptada em função das suas necessidades e sem haver sobrecarga sobre o sistema musculoesquelético. Nesta fase são importantes atividades que desenvolvam a coordenação global e que sejam agradáveis para o jovem.

Desportos possíveis:

  • Musculação;
  • Running;
  • Ginástica localizada;
  • Pilates.

Fonte: Saúde e Bem Estar

Deixe uma resposta

Top
%d blogueiros gostam disto: